Aracaju, 29 de novembro de 2021

Edvaldo, a reunião e a sucessão

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Os hotéis de Aracaju – de todas as estrelas – registram ocupação total. Bom para o turismo, para a cidade e para a economia como um todo. Alguns empregos extras aconteceram para atender aos participantes da 81ª Reunião Geral da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), que tem como presidente o prefeito de Aracaju Edvaldo Nogueira. Começa nesta quinta-feira e, nesses casos, a maioria dos que participam do evento estica o final de semana e retorna aos seus Estados no domingo ou segunda-feira. Um bom período para apresentar Aracaju e outros pontos turísticos importantes, àqueles que não conhecem as belezas naturais do Estado.

A reunião da FNP pode atrair dezenas (ou centenas?) de prefeitos municipais do País e de autoridades convidadas. Esse chamado turismo de eventos, que tende a crescer, sempre deu bons resultados, porque atrai grupos que têm atividade durante o dia e ocupam restaurantes, bares e outras áreas de lazer durante a noite, o que oferece um retorno alto a quem atua no setor de alimentos e atrações. O importante é o bom trato com esses visitantes, para que se impressionem com a receptividade e os bons serviços, que podem servir de atrativos para distinguir o Estado e provocar provável retorno.

O anfitrião, prefeito Edvaldo Nogueira, foi receptivo e considerou “uma honra receber os amigos prefeitos aqui na nossa capital, para que possamos discutir o futuro das cidades e traçar estratégias para o desenvolvimento de cada uma delas. As cidades são o futuro da humanidade, por isso precisamos fortalecê-las”. O encontro acontece a partir de hoje, em um hotel na praia de Atalaia, com abertura e posse de Conselhos dos Prefeitos, com pausa para almoço e retorno em que será lançado o Anuário MultiCidades 2022, seguido das discussões temáticas durante toda à tarde.
Amanhã a programação consta de discussões sobre o transporte público e os desafios da saúde pública pós-pandemia. Terá reunião para definir as diretrizes do debate com presidenciáveis para 2022. E a tarde será discutida pauta dos municípios ao Congresso Nacional e Governo Federal. O encerramento acontecerá por volta das 16 horas, com os participantes liberados para retornarem aos seus municípios e, ao mesmo tempo, convidados a permanecerem em Aracaju por mais dois dias, para conhecerem suas praias, a culinária, pontos turísticos importantes e ficar à vontade para um lazer livre e sem compromisso.

Claro, e não há nada de errado nisso, o prefeito Edvaldo Nogueira marca mais um ponto no trabalho que realiza em Aracaju, no comando da FNP e como pré-candidato a governador de Sergipe, que é um dos seus principais objetivos políticos. Edvaldo revela a atuação de uma assessoria atuante, uma estrutura de marketing competente e mostra o seu nome como pré-candidato a governador em 2022, através de trabalho. E agora com um evento que reúne políticos de todo o Brasil, em sua maioria prefeitos municipais. Esse encontro, além de discutir o futuro das cidades brasileiras, mobiliza Aracaju e cria um momento para promover e contemplar o turismo na capital e interior.

Edvaldo Nogueira sabe fazer acontecer naturalmente e assim se promove politicamente para uma tentativa de fortalecer o seu nome junto à base aliada e ser o escolhido para sucessão do governador Belivaldo Chagas.

Carnaval é dúvida

As informações sobre o carnaval de Salvador são de que há 90% de chances dele não acontecer, exatamente pelo receio de um aumento da Covid.

*** O Governo da Bahia pode adotar essa decisão a qualquer momento.

*** Em razão disso o governador Rui Costa vem sendo pressionado por entidades que promovem o carnaval de Salvador.

Receio da pandemia

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), está preocupado com os quase 3 milhões de baianos que ainda não completaram o esquema vacinal!

*** – A imunização precisa ser completa, com duas doses, além do reforço após 5 meses. Então, quero pedir a sua ajuda: vacine-se! – apelou o governador.

Sergipe em observação

O governador Belivaldo Chagas (PSD) cancelou a reunião que faria hoje com o Comitê Técnico Científico que avalia a situação da Covid em Sergipe, para observação.

*** Segundo fonte da Comissão, na próxima semana a reunião será realizada. Entretanto, “não há pressão no Estado para realização do réveillon e do carnaval, como vem acontecendo na Bahia”.

Valadares desmente

O ex-senador Valadares disse que não houve qualquer oferta a Valmir de Francisquinho, que continua no PL, o futuro partido de Bolsonaro, para ser presidente do PSB/SE, “caso aceitasse o convite de filiação ao partido para apoiar Rogério”.

*** Segundo o ex-senador, “nem o PSB lhe ofereceu a presidência, nem Valmir nunca fez essa exigência”.

Luciano se destaca

Nos bastidores da Assembleia há comentários sobre o projeto de desenvolvimento que vem sendo exposto aos sergipanos, no sentido de incentivar o investimento no Estado e incentivar a economia.

*** Um deles acha que esse trabalho deveria colocar o nome de Luciano Bispo para integrar a chapa majoritária da base aliada.

*** – Com oito anos presidindo a Alese e propondo um projeto que incentiva o crescimento de Sergipe, Luciano Bispo se destaca entre os nomes citados, disse.

André na disputa

Aliados do ex-deputado André Moura disseram ontem que ele está consciente de que manterá o seu projeto político de disputar o Senado na base liderada pelo governador Belivaldo Chagas (PSD).

*** Pesquisas realizadas recentemente colocam André em boa posição junto ao eleitorado e a pré-candidatura ao Senado está sendo trabalhada.

*** Um detalhe: nestas pesquisas a delegada Daniele Garcia aparece como a segunda preferida do eleitor.

Laércio acelera

O deputado federal Laércio Oliveira (PP) pôs o pé no acelerador e começa a se movimentar para as eleições de 2022. Participa de eventos e amplia conversas com lideranças da capital e interior.

*** Laércio tem agendado conversas com lideranças políticas estaduais e deixa claro que seu projeto maior é disputar o Governo, tendo como plano B o Senado.

Influência na bancada

Laércio Oliveira admitiu ontem que a filiação do presidente Bolsonaro ao PL, marcada para o dia 30, é “representativa para Sergipe”.

*** Explica que a partir do momento em que o presidente integrar o PL, a bancada de Sergipe em Brasília contará com três parlamentares ligados a Bolsonaro. O próprio Laércio (PP), Bosco Costa e Valdevan Noventa, ambos do PL.

Edvaldo em Brasília

O prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), como presidente da Federação Nacional dos Prefeitos, esteve ontem em Brasília com o presidente da Câmara, Arthur Lira.

***Aproveitou também para convidá-lo a participar de 81ª Reunião Geral da FNP que acontece hoje e amanhã em Aracaju, que vai tratar das demandas do municipalismo brasileiro.

Marcos orienta grupo

O grupo político do ex-deputado Marcos Franco (MDB) tem conversado muito e tratado sobre as eleições de 2022. O grupo é aliado do governador Belivaldo Chagas e vai avaliar o nome do candidato majoritário que for lançado pela base.

*** Marcos diz que seu grupo analisa o coletivo e avalia como serão tratadas as cidades que são administradas por aliados, dentro de um consenso que otimize o apoio.

*** Uma coisa já está certa: Fábio Reis (MDB) será o candidato do grupo a federal.

Receberam convites

Membros do Partido Liberal em todo o Brasil, inclusive Sergipe, já receberam convite para participar da filiação do presidente Bolsonaro no partido, terça feira.

*** A cúpula do PL vai participar do evento, junto com deputados federal e estadual, consolidando a posição do partido no Estado.

*** Circulou a informação que pode ocorrer desfiliações com a entrada de Bolsonaro, caso realmente ele se filie.

Plebiscito na Barra

Capitão Samuel deu entrada na Alese a pedido de realização de um plebiscito com os moradores da Barra dos Coqueiros sobre a mudança do nome do município para cidade Governador João Alves Filho.

*** O deputado acha que esta é uma forma de “eternizar e homenagear o nome e as obras do maior governador que Sergipe já teve”.

PEC da Bengala

Senador Rogério Carvalho (PT) diz que enquanto bolsonaristas impõem “guerra” ao STF com a PEC da Bengala ,o Brasil assiste a uma manobra casuísta do governo na CCJ da Câmara.

*** Segundo Rogério, o objetivo é dar passe livre para Bolsonaro indicar dois ministros e assim não ter impedimentos pôr em prática o autoritarismo e a destruir a democracia.

Giro pelas redes sociais

Estadão – ‘Pessimismo com o teto tem ido longe demais’, diz economista de associação internacional de bancos.

Mario Sabino – Os bolsonaristas dizem que Moro é comunista; os petistas afirmam que ele é agente da CIA. Eles precisam combinar uma terceira versão para a terceira via.

Deu na Folha – Primeira-dama, Michelle Bolsonaro, fantasiou-se de Branca de Neve, ontem, durante evento “Natal Voluntário”, promovido pelo programa Pátria Voluntária.

Revista Fórum – O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, descarta PEC bolsonarista que tenta antecipar aposentadoria de ministros do STF.

Ricardo Noblat – TSE dá 10 dias para PSDB explicar pane em aplicativo usado nas prévias. Filiados ao partido querem que uma nova forma de votação.

Metrópole – carnaval de Salvador tem 90% de chances de não rolar. TVs são avisadas e estão cientes de que a festa pode não acontecer.

TV Cultura – CCJ aprovou a discussão sobre a extinção do projeto, que regulamenta a idade máxima de ministros do STF e do Tribunal de Contas da União.

TV- Cultura – Filiado ao Podemos no dia 10 de novembro, o ex-juiz Moro busca apoio para candidatura à Presidência.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Dermatologista orienta sobre cuidados com a pele durante o Verão
39 famílias retiradas de casas em áreas de risco após fortes chuvas em Canindé de São Francisco
Estudantes  universitários de Carira recebem ônibus adquirido com emenda de Alessandro Vieira
Hospital de Urgências de Sergipe abre processo seletivo de 16 vagas para Residência Médica