Aracaju, 22 de janeiro de 2022

Em apoio a colegas presos, Delegado Osvaldo Rezende recebe alvará de soltura, mas não sai

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir na terça-feira (25) pela soltura, o delegado de polícia Oswaldo Rezende, se negou deixar a prisão enquanto os seus colegas, um agente e um PM, continuarem presos na Academia de Polícia Civil de Sergipe Acadepol.

As informações são de que a delegada Eríka Farias, da Corregedoria Geral da Polícia Civil de Sergipe, entregou na tarde desta quinta-feira (25) o alvará de soltura ao delegado Osvaldo, teria se negado a deixar a prisão, em apoio aos colegas que continuam presos.

O delegado Oswaldo Rezende, o policial civil José Alonso Santos e o policial militar, Gilvan Moraes de Oliveira, são suspeitos de terem envolvimento na morte do empresário e advogado paraíbano,  Gefferson de Moura Gomes, no dia 16 de março, durante uma operação do DENARC  de Sergipe, na cidade de Santa Luizia, na Paraiba.

Com informações de Marcos Couto, do Imorensa1, no programa 103 Noticias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Escola de Artes Valdice Teles abre inscrições para 685 vagas em diversos cursos
Defesa Civil segue monitorando municípios sergipanos margeados pelo Rio São Francisco
Provas do Enem 2022 serão aplicadas no mês de novembro; confira todo cronograma
Prefeitura abre novo edital para eleição do Conselho da Previdência