Aracaju, 28 de janeiro de 2022

O “silêncio ensurdecedor” de Flávio Conceição lhe garantiu a vitória da vida

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Com alguns anos trabalhando e acompanhando os bastidores da vida pública sergipana, este colunista conheceu e convive com diversas pessoas, dos mais variados estilos, comportamentos e opções políticas; verdes, vermelhos, amarelos…a política é como um arco-íris! Algumas dessas figuras chamam a atenção pela atuação (ou pela falta dela); outras por serem estadistas e/ou republicanos; há quem verdadeiramente gosta do que faz e se dedique; já há uns outros que, não fosse o “glamour” do Poder, talvez caminhasse bem distante…

Há um bom tempo, já se falava nos bastidores da vida pública sergipana sobre um grande “estrategista”, “dos bons”; alguém que setores da classe política reconheciam, admiravam e buscavam orientações. Muito jovem no jornalismo político, este colunista sentiu que também precisava conhecer aquele “articulador”… era Flávio Conceição! Além de engenheiro e botafoguense, a outra referência que se tinha era de alguém que conhecia muito bem (e sempre foi muito querido) pelos principais líderes políticos sergipanos de sua época.

João Alves Filho (in memoriam), Albano Franco, Antônio Carlos Valadares…uma sequência de (ex) governadores que reconheciam seus méritos e o queriam sempre por perto, auxiliando, articulando, atuando politicamente…chegou ao Tribunal de Contas do Estado, escolhido sem maiores questionamentos pela Assembleia Legislativa. Parecia ter chegado ao “topo” de sua trajetória, de sua carreira na vida pública, mas nem imaginava que, em seguida, levaria um “golpe” na altura do estômago, que ia precisar de muita fé, perseverança e coragem para suportar aquele momento difícil…

Daí em diante, aquele grande estrategista optou pelo “silêncio”! Algo “ensurdecedor”… foi processado e julgado antecipadamente, mas ainda assim resistia…aquela grande figura pública passou a conhecer o “ostracismo”, foi esquecido por uma maioria que tanto bem o queria…havia sempre um olhar desviado e condenatório na mesa ao lado, do outro lado da calçada…muitas vezes nem o vento forte ousava bater em suas costas…mas ele continuava suportando…determinado, não desistiu, decidiu usar toda a sagacidade e lealdade, que ajudou a tanta gente, na construção de sua vitória…

De julgamento em julgamento, de recurso em recurso, de audiência em audiência, ia trabalhando e derrubando teses e falsas narrativas…até que a “estrela solitária” retomou o caminho certo da vida e, logo, as vitórias voltaram…ainda assim continuava desacreditado por muitos…aposentado, poderia seguir sua trajetória, mas lhe faltava preservar algo fundamental: sua honra, sua dignidade. Caminhou lado a lado com a “fumaça do bom Direito” até que retomou seu assento; ali já seria uma grande conquista, porque o “escorpião ilegal” perdeu a pose e a Justiça o obrigou a sair…

De repente muitos “amigos” ressurgiram, algumas portas voltaram a se abrir, os olhares desviados estavam sentados na mesma mesa…assim é a vida, e Flávio Conceição, sempre com o bom Direito, foi resgatando a sua honra. Dizem que “o tempo é o Senhor da razão”, que ele ensina muita coisa…em tempo, Flávio deu a volta por cima e acaba de ser eleito presidente do TCE! Não por vaidade, mas por justiça! Talvez seja discípulo de Napoleão Bonaparte, com a tese de que “jamais interrompa seu adversário quando ele estiver cometendo um erro”! Coisas da antiguidade…

Veja essa!

O conselheiro Flávio Conceição vai presidir o Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) pelos próximos dois anos. Já os conselheiros Ulices Andrade e Angélica Guimarães ocuparão a Vice-Presidência e Corregedoria Geral, respectivamente. Assim ficou formada a Mesa Diretora da Corte de Contas sergipana após eleição realizada na sessão plenária desta quinta-feira (25). A posse da Mesa Diretora ocorrerá no próximo mês de dezembro, em data a ser confirmada. Já o exercício do mandato terá início no dia 1º de janeiro

E essa!

“A nossa gestão dará continuidade ao excelente trabalho que vem sendo desempenhado por este Tribunal, cumprindo com esmero e disposição as funções constitucional e legal direcionadas às cortes de contas, dentre as quais destaco a função de fiscalização e também a atuação pedagógica junto aos jurisdicionados com a finalidade de assegurar a efetiva e regular gestão dos recursos públicos em benefício da sociedade”, destacou Flávio Conceição.

Maria do Carmo I

“O Mulher Democratas está de braços abertos e será um parceiro na formação política para que as suas lideranças femininas possam vir a ter candidaturas de peso e de grande valor para a sociedade”. A afirmação é da senadora Maria do Carmos Alves (DEM), feita no Encontro Estadual de Lideranças do Mulher Democratas de Sergipe. O evento faz parte das estratégias do DEM Mulher para incentivar o protagonismo do gênero na política partidária.

Maria do Carmo II

“Agradecemos a todas essas mulheres maravilhosas, sergipanas aguerridas, que estiveram conosco discutindo sobre mais espaço e maior representatividade feminina na política”, ressaltou a senadora, ao acrescentar que eventos, a exemplo desse, que buscam incentivar uma maior representatividade feminina na política são muito importantes para as mulheres “porque, em ambos os casos, lutamos pela igualdade de direitos e de oportunidades”, frisou.

Maria do Carmo III

Segundo a senadora, todas as mulheres que estão envolvidas na política devem estar cada vez mais preparadas para assumirem seus postos. E, para isso, é preciso que elas cobrem dos partidos uma formação política adequada, porque além do espírito nato de liderança é necessário conhecer temas que são do interesse da coletividade, para que suas posições, propostas e ações possam resultar em benefícios para a sociedade.

Unale

Eleito para responder pelo Conselho Permanente de Presidentes de Assembleias Legislativas do Brasil, o deputado estadual Alex Redano (Republicanos/RO), enalteceu a postura e o compromisso do presidente da Alese, deputado estadual Luciano Bispo (MDB). O reconhecimento ocorreu em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, onde está sendo realizada a 24ª Conferência Nacional da Unale (União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais).

 Luciano Bispo

Luciano Bispo já havia sido citado pelo presidente da Assembleia Legislativa do MS, deputado Paulo Corrêa (PSDB), e agora, por Alex Redano (que preside a Assembleia Legislativa de Rondônia), durante a reunião do Colegiado em Campo Grande. “Estou diante de um grande desafio e tenho que reconhecer o apoio que recebi do deputado Luciano Bispo, presidente da Assembleia de Sergipe, um político diferenciado, um estadista e grande articulador”, disse.

Alex Redano I

Em seguida, Alex Redano explicou que está muito confiante com a presidência do Conselho de presidentes de Assembleias e reconheceu que as responsabilidades são ainda maiores, com o acúmulo de funções. “Já são muitas as demandas na presidência da Assembleia Legislativa de Rondônia e eu aceitei esse desafio de assumir esse Colegiado. Temos que nos concentrar nas mudanças necessárias para o nosso País e elas só vão acontecer com a união de todos os poderes e dos nossos presidentes”.

Alex Redano II

Por fim, o novo presidente do Conselho Permanente enumerou algumas pautas que ele pretende intensificar agora a frente do Colegiado. “Precisamos avançar na discussão sobre a situação das cirurgias eletivas que ficaram represadas durante a pandemia; temos a retomada econômica e as reformas que precisam acontecer. É preciso também garantir transferência de renda para os mais pobres. São pautas importantes que nós temos que intensificar as discussões”.

João Marcelo I

O deputado João Marcelo acompanhou, a plenária do Painel 1 da 24ª Conferência Nacional da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) que tratou da contribuição do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae na melhoria do ambiente legal de negócios. A palestra foi ministrada pelo Gerente de Políticas Públicas do Sebrae Nacional, Silas Santiago.

João Marcelo II

Para João Marcelo, é importante que ocorra no Brasil a desburocratização e a concessão de benefícios para microempreendedores. “Para que mais empresas sejam abertas e a economia de cada município seja melhorada, promovendo desenvolvimento e gerando benefícios para todos os cidadãos”, destacou.

João Marcelo III

O parlamentar também lamentou a dificuldade de realizar no país uma reforma tributária. “Que faria com que houvesse uma mudança de regras para que o microempreendedor tivesse mais facilidade através dos cálculos de pagamento de tributos, consequentemente pagando após as vendas, já que hoje é pago antes”, ressaltou João Marcelo.

 Joaquim da Janelinha I

Com a necessidade em zerar a fila de exames e cirurgias eletivas que foram adiadas por causa da pandemia do coronavírus, o vereador por Aracaju, Joaquim da Janelinha (PROS), sugere à Prefeitura Municipal de Aracaju, que seja realizado, assim como na cidade de São Paulo, o ‘Corujão da Saúde’.

Joaquim da Janelinha II

“A ideia seria baseada a esse programa, que  consiste no uso de hospitais da rede privada após às 19h e ao longo da noite e da madrugada para atendimento de pacientes que dependem do sistema público de saúde”, disse o parlamentar que ainda completou que não só apenas a capital paulista implantou formas para zerar essas filas, mas projetos como ‘Zera Fila na Saúde’ no município de Içará em Santa Catarina; e a Prefeitura de Presidente Prudente, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), também em São Paulo, que já zerou a fila de espera dos pacientes que aguardavam por vários tipos de exames.

 Joaquim da Janelinha III

Entre os procedimentos que tiveram a fila zerada, os mais agravantes são: tomografias; testes ergométricos; mapas; holter; endoscopias; e etc. O parlamentar ainda concluiu que, com essas filas zeradas, o atendimento ao munícipe que necessitar de algum desses exames será realizado de forma mais ágil.

Danniel Costa I

A convite da Sociedade Médica de Sergipe, o presidente eleito da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Sergipe, Danniel Costa, esteve participando do almoço semanal promovido todas as quintas pela entidade. “Fiquei muito grato pela oportunidade de expor os principais desafios da nossa futura gestão”, ressaltou Costa. Ao lado da vice-presidente eleita Letícia Mothé e de colegas advogados e advogadas, ele destacou que entre os maiores desafios está o de retornar o protagonismo da OAB, reaproximando-a da sociedade.

Danniel Costa II

“E a saúde é uma pauta prioritária, porque esse é um serviço que precisa chegar, principalmente, nas camadas mais pobres da população”, frisou, acrescentando que “coloquei a futura gestão da OAB, bem como a Comissão de Direito Médico e Saúde, à disposição das pautas voltadas à saúde, sempre com o propósito de manter uma relação respeitosa com as entidades médicas, buscando o bem comum da sociedade”, completou.

Uchôa na ANE I

O reitor da Universidade Tiradentes (Unit), professor Jouberto Uchôa de Mendonça, tomou posse na Academia Nacional de Economia (ANE). Ele ocupará como a imortal a Cátedra nº 33, da qual D. João VI é o patrono e pela qual também foram imortalizados Aluísio Fragoso de Lima Campos, Ovídio Paulo de Menezes Gil e Jaime Câmara. Segundo o reitor, tomar posse na cadeira de D. João VI é um prêmio pela contribuição da Unit na formação de jovens qualificados. “Estou recebendo uma distinção que foi dada à universidade na minha pessoa. Como eu trabalhei a vida toda, desde que começou a faculdade em 1965, comecei a ver a economia, contabilidade e administração como padrões em minha vida”.

Uchôa na ANE II

“Comecei a ver a economia como uma profissão que contribuía para a grandeza de cada comunidade. E isso tem acontecido por meio do nosso corpo docente, professores da mais alta qualificação. Com isso, estamos ajudando nosso estado. Eu espero não decepcioná-los, principalmente, por essa distinção. Para nosso estado, estamos precisando de mãos dadas, contribuição e dedicação, para que Sergipe continue crescendo todo dia”, complementou Uchôa.

Zezinho Sobral I

No Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue o deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) usou as redes sociais para alertar sobre a necessidade de fortalecer o estoque de sangue no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose), que abastece a demanda transfusional da rede pública de saúde. “O simples ato de doar sangue colabora para salvar vidas diariamente. Este é um exemplo verdadeiro de fraternidade e amor universal”, destacou.

Zezinho Sobral II

Zezinho Sobral considera a doação um sacerdócio e parabeniza os grupos fidelizados que colaboram com frequência para manutenção do estoque. “É doar de si para cuidar da vida de outras pessoas. São muitos sergipanos que, por vários anos, mantém a frequência e mobilizam grupos. O Hemose desenvolve um grande trabalho para atrair novos doadores. É fundamental que os doadores fidelizados continuem colaborando com o serviço para garantir o fluxo de abastecimento desse item vital e que salva muitos irmãos que estão na rede pública”, enfatizou o deputado Zezinho Sobral.

Tudo é necessário

De acordo com dados do Hemocentro, todos os grupos sanguíneos (O, A, B, AB Positivo e Negativo) são necessários. Todo o sangue doado é separado em diferentes componentes como: Hemácias, Plaquetas e Plasma, podendo beneficiar mais de um paciente com apenas uma unidade coletada. Os componentes são distribuídos aos hospitais para atender casos de emergência e pacientes internados.

 CRÍTICAS E SUGESTÕES

[email protected] e [email protected]

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

TJSE restringe atividades presenciais com rodízio de 50% dos servidores até 06 de março
Dia da Visibilidade Trans marca ações da mandata de Linda Brasil
“É enfim mais um passo pela garantia do direito do povo à saúde”, diz Gracinha Garcez sobre reinauguração no Cirurgia
Ação de vândalos compromete abastecimento de água em Feira Nova e Nossa Senhora da Glória