Aracaju, 27 de janeiro de 2022

Eleição antecipada e confusão

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Brayner[email protected]

A aparência natural é de boa convivência entre todos os pré-candidatos que disputam preferência dos partidos integrantes da base aliada, que tem o comando do governador Belivaldo Chagas (PSD). Visto de cima está na mais perfeita ordem, todos dispostos a ceder quando a indicação for feita. Há um respeito fraterno entre todos, para que haja harmonia no final, a fim de não quebrar as forças políticas na disputa com outros candidatos de oposição. Belivaldo Chagas controla bem isso e está atento a qualquer sinal de ebulição, para por água fria na fervura.

Nenhum dos pré-candidatos esconde esse desejo e o expõe através de uma pré-campanha pacífica, onde as conversas acontecem de forma aberta e sem rodeios, junto a lideranças da capital e interior. Todos circulam revelando seus projetos e tentando apoio maior para eles na hora em que a base aliada for convocada a escolher. Os nomes mais comentados são o do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) e do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), embora não se pode deixar de citar o deputado Laércio Oliveira e, em absoluta discrição, o conselheiro Ulices Andrade, que não demonstra pressa para expor todos os seus contatos e alguns apoios que conquista.

Entretanto, em alguns setores que influenciam nas decisões políticas, as divergências podem ser percebidas. Nada que assuste o bloco em relação a um mínimo trisco. Na Câmara Municipal acontece um movimento confuso para antecipação das eleições a presidente e demonstra claramente os lados que atuam em busca de comando amplo e fugindo ao que fora definido durante o entendimento que elegeu o vereador Nitinho Vitale para comandar a casa de 2021 a 2022. A ideia é definir o presidente do período que vai de 2023 a 2024. Inclusive já tem três candidatos: Pastor Diego (PP), Pastor Eduardo (Republicanos) e Ricardo Vasconcelos (Rede), que vêm sendo estimulados pelo atual presidente.

Chegou a ser apresentado um Projeto à Lei Orgânica que só não foi votado ainda porque a vereadora Emília Correa (Patriotas) pediu vistas. Mas, não próxima semana, o projeto retorna e deve ser levado à decisão do plenário. Pode não ser aprovado em razão da ampla antecipação, que provoca desconfiança de jogada política, mas há intenso trabalho de bastidores para que tudo aconteça como está projetado. Os comentários são de que o atual presidente, Nitinho Vitale, não pode ser reeleito, e quer colocar em seu lugar o colega Ricardo Vasconcelos, que já despertou e levantou da “Rede”.

Tem um porém: a bancada que apoia o prefeito Edvaldo Nogueira (PTB) não aceita Ricardo, mas o pessoal que segue o presidente Nitinho Vitale ameaça fazer eleição, com aprovação do projeto. Será uma discussão imensa e pode criar uma situação tensa na Câmara, porque o candidato do bloco de apoio ao prefeito é outro e só vai aparecer quando abrir o processo eleitoral no momento adequado. Até lá terá uma série de ações que pode se confrontar e até influenciar na escolha da base aliada. É difícil, mas a política provoca surpresas desagradáveis.

PT sobre Rogério

A direção nacional do PT bateu firme no senador Rogério Carvalho, inclusive através da presidente Gleisi Hoffmann, que considerou sua posição “muito grave”, ao votar no orçamento secreto.

*** Teve quem pedisse a expulsão do senador do partido, um outro senador comentou: O pito público da Gleisi foi suficiente. É vida que segue. Ninguém é perfeito.

João Daniel defende

O presidente do PT em Sergipe, João Daniel, sai em defesa de Rogério: “ele possui um histórico de luta, de militância e de coerência com o PT”.

*** – Além disso, um profundo compromisso com a construção de um Brasil e de um Sergipe mais justos, mais solidários, mais fraternos e com mais oportunidades para todos e todas, disse.

Eliane ao Senado?

Enquanto isso, informações de Brasília somadas com especulações em Sergipe, dizem que a vice-governadora Eliane Aquino (PT) trabalha sua candidatura ao Senado.

*** Eliane tem mantido certo sigilo sobre o assunto, mas vem conversando com setores do partido no Estado, na tentativa de consolidar seu nome na chapa majoritária.

*** Na próxima semana Eliane vai se reunir com o vice-presidente nacional do PT, Márcio Macedo e outros integrantes do bloco.

Comitê reúne-se

O governador Belivaldo Chagas reúne-se hoje com o Comitê Técnico Científico que avalia a Covid-19 em Sergipe. A perspectiva é que grandes eventos para o reveillon não sejam autorizados.

*** Talvez haja liberação para pequenos e médios eventos dentro de um critério rigoroso de fiscalização, embora se saiba que depois da primeira champagne a máscara cai de vez e ninguém segura.

*** Quanto ao carnaval, à avaliação será mais adiante, porque ainda acontece em fevereiro.

Emendas para Saúde

Segunda-feira passada, quando esteve em Lagarto ao lado dos Reis e dos Ribeiros, o governador Belivaldo Chagas pediu ao deputado Gustinho Ribeiro que destinasse emenda para a saúde, como faz o seu colega Fábio Reis.

*** Gustinho respondeu que vai direcionar emendas para a Saúde, atendendo ao apelo do governador.

Sonho de Fábio

O deputado federal Fábio Reis (MDB) confidenciou que um dos seus sonhos é sentar em “uma mesa redonda” para discutir sobre os problemas de Lagarto, sem expor tendências partidárias e de grupo.

*** Acrescentou que para solucionar problemas da cidade e trazer benefícios para o povo “deveria ocorrer um entendimento de todas as lideranças, independente de ranços políticos”.

Respeitar a decisão

Pré-candidato a governador, o deputado Fábio Mitidieri disse que “nossa base é forte e unida. Natural que num grupo de tantos nomes bons, haja uma disputa. Isso não muda a minha amizade e respeito por nenhum dos nomes que concorrem”.

*** Acrescentou que “ninguém é candidato de si só. Eu tenho consciência que se a escolha do grupo for por outro nome, ouvindo o desejo da maioria, devo respeitar a decisão”.

Formação de chapa

Presidente regional do PDT em Sergipe, o deputado federal Fábio Henrique está conversando para formação de chapa proporcional.

*** Segundo ele, não há nada definido: “aliás essa definição só vai acontecer na reta final. É a minha opinião”.

*** – Quanto às eleições , estamos aguardando as definições, mas nada decidido, disse e concluiu: “não tenho nenhum problema em votar no candidato indicado pelo governador”.

Laércio e Valmir

O deputado Laércio Oliveira (PP) foi a Brasília ontem pela manhã e à noite retornou a Sergipe para contatos com lideranças políticas nesta quinta-feira pela. Acelerou sua pré-candidatura ao Governo.

*** Em Brasília, Laércio teve conversa com o ex-prefeito Valmir de Francisquinho e trataram da conjuntura política do momento.

*** – Foi uma conversa boa, mas sem nenhuma definição sobre composição, disse Laércio.

Machado e decisão

O DEM em Sergipe ainda aguarda convocação da direção nacional do partido, para saber como vai ficar a legenda União Brasil. Está assim em todos os Estados.

*** Até um momento não houve uma conversa com o presidente regional do DEM em Sergipe, José Carlos Machado, e nem com a senadora Maria do Carmo Alves.

*** O projeto de Machado é deixar o DEM caso ele passe a ser União Brasil.

Sobre Sabatina

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) disse que da mesma medida em que questões religiosas devem ficar fora da indicação para o STF, devem também ficar fora da sabatina, salvo hipótese de fanatismo, o que não é o caso.

*** Segundo Alessandro, “são dois requisitos constitucionais: notório saber jurídico e reputação ilibada. Entendo que o indicado os cumpre”.

Márcio na Bahia

Presidente do PT na Bahia, Éden Valadares, teve encontro, ontem, com o vice-presidente nacional do partido, Márcio Macedo.

*** Segundo Éden, a conversa foi “muito boa” e na pauta trataram das eleições e do palanque do ex-presidente Lula na Bahia e no Nordeste.

Giro pelas redes sociais

Blog do Noblat – Senador borra-se de medo de votar contra um indicado para o Supremo e mesmo assim ele ser aprovado.

ComsensoWeb – Gilmar Carvalho diz à direção da Rádio Jornal que “tudo tem limite”. Apresentado insinuar que irá mudar de emissora.

Revista Fórum – Presidente da Câmara, Arthur Lira pede urgência na votação de PL que criminaliza movimentos sociais.

O Antagonista – PSOL classifica possível aliança do ex-presidente Lula com Geraldo Alckmin como “descabida”.

Igor Gadelha – Clima de pessimismo entre senadores governistas e independentes nos bastidores da sabatina de André Mendonça.

TV Cultura – País vive quarta onda da doença, concentrada na população não vacinada. Governo impôs restrições mais duras de circulação àqueles que se recusam a se imunizar.

Paulo R. de Almeida – O problema do Lula é ser corrupto e mentiroso. O do Bolsonaro é ser psicopata perverso e totalmente incompetente.

Vem Prá Rua – Já pensou que vergonha será Bolsonaro ficar de fora do segundo turno e ver seu partido apoiando Lula no segundo turno?

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Famílias da zona rural recebem subsídio pra comprar imóveis, Em Sergipe, foram 8 contratos que somaram R$ 627 mil
Secretaria de Estado da Saúde recebe 48.550 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta
Aracaju recebe 21 mil testes rápidos enviados pelo Ministério da Saúde a pedido da FNP
Campanha de combate à Hanseníase oferece exames à população no Hospital Universitário