Aracaju, 27 de janeiro de 2022

CER IV se consolida como Centro de Referência em Serviços à população com deficiência no Estado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), através do Centro Especializado em Reabilitação José Leonel Ferreira Aquino CER IV compreende as batalhas diárias das pessoas com deficiência do Estado, por isso, oferta diversos serviços de maneira humanizada para usuários do Sistema Único de Saúde. As reabilitações que podem ser acessadas pela população sergipana são quatro: reabilitação física, auditiva, visual, intelectual, incluindo o transtorno do espectro autista (TEA).

O centro que está em funcionamento há três meses tem possibilitado pequenas, porém, importantes transformações na vida de pacientes de todas as faixas etárias, é o caso da pequena Ana Cecília, que adora brincar e afirmou gostar muito de ir às sessões de neurofisiatria. A fisioterapeuta Neuroinfantil, Joana D’Arc Rodrigues Sabino, explicou as especificidades do atendimento de Ana Cecília. “Ana já fez seis sessões e eu já observei a melhora no tratamento dela, sem contar que ela é uma paciente muito cooperativa e contribui muito para a melhora dela, estamos aguardando a confecção da órtese para melhorar a marcha dela, além disso, estamos trabalhando para melhorar a força dela e a coordenação motora fina dos membros superiores”, informa.

Maria Luciana dos Santos e Maria Aparecida dos Santos também fazem uma peregrinação para garantir melhor qualidade de vida à Ana Lívia, mãe e tia são de São Miguel do Aleixo e afirmam que o atendimento dos profissionais do CER VI é diferenciado. “Esse é o segundo atendimento dela, está sendo ótimo, diferenciado de muitos lugares que passamos! A fisioterapeuta Joana é muito boa, cuida, brinca. A gente vê a evolução dela, antes ela estava mais parada em casa, agora está se movimentando mais”, compartilha a mãe com felicidade.

O CER IV, além de ser uma referência em atendimento à população encaminhada pelo serviço de regulação, tornou-se um importante espaço de formação para os alunos de cursos da área da saúde. A Universidade Federal de Sergipe (UFS) tem uma parceria com a SES e o Centro funciona como um importante espaço para que os alunos executem a parte prática de suas graduações.

“Existe uma parceria entre UFS e CER IV, nesta sala trabalhamos atividades teóricas e em seguida a prática. Nesta sala, em específico, os alunos experimentam o atendimento a crianças com variados tipos de diagnóstico tais como: síndrome de down, paralisia cerebral, síndromes raras, pé torto congênito, espinha bífida, patologias neurológicas e ortopédicas que acometem crianças. Dessa forma, os alunos prestam um serviço ao mesmo tempo que aprendem. O CER IV é extremamente importante na formação do aluno porque aprendem fazendo, inclusive, vão compreendendo como orientar as famílias das crianças sobre a continuidade do manejo em casa”, explica a professora Rosemeire Dantas de Almeida, Coordenadora do curso de fisioterapia no Campus São Cristóvão e responsável pelas disciplinas de fisioterapia aplicada à pediatria e fisioterapia aquática.

Leonardo Alves é um desses alunos que estão sentindo na prática a vivência no CER IV. “Uma experiência muito boa viver o CER IV, aqui sinto que posso ajudar verdadeiramente na saúde de outros. A fisioterapia é muito bonita por isso, podemos acrescentar na vida das pessoas, dar o nosso melhor e ver que o paciente responde cada vez melhor também, então, estar no CER VI e na UFS é maravilhoso”, fala demonstrado paixão pelos aprendizados.

O jovem tem realizado as práticas com a esperta e amorosa Maria da Conceição, 7 meses de idade, que na última sessão o surpreendeu com abraços calorosos. “ Um abraço fora de série, a gente conquista ela a cada sessão e foi a primeira vez que ela respondeu de forma tão carinhosa, com essa série de abraços”, fala. Maria da Conceição é atendida pelo CER IV desde o começo do funcionamento dos serviços. A mãe dela, Tamires Teles, vem do município de Maruim para os atendimentos e afirma que a evolução da filha tem sido significativa. “Ela está muito diferente, desde os 4 meses ela faz acompanhamento aqui no CER IV. Eu agradeço a Deus por esse centro existir, o atendimento é maravilhoso ver o desenvolvimento de minha filha é algo que me deixa muito feliz. Ela tem uma síndrome rara que atrasa o desenvolvimento motor e da fala, então, esse acompanhamento tem sido incrível”, relata Tamires.

Simone de Souza Nascimento, fisioterapeuta da UFS é mais uma docente responsável por acompanhar os alunos durante as práticas no CER IV. “Aqui funciona o estágio de fisioterapia aplicada a traumato-ortopedia, essa é uma turma do 5 semestre de fisioterapia, eles passaram todo o semestre treinando atendimentos relacionados à ortopedia e trauma. Sendo assim, prestam assistência a pacientes com dor aguda ou crônica, lesões relacionadas ao esporte, atividade de ergonomia no trabalho ou pacientes que têm dor crônica como fibromialgia, por exemplo”, explana a profissional.

No Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, celebrado no dia 03 de dezembro, a Secretaria de Estado da Saúde reforça a partir dos serviços prestados pelo CER IV, a garantia dos direitos fundamentais das pessoas com deficiência. A SES compreende que promoção à saúde se faz com igualdade de oportunidades a todos os cidadãos e efetiva prática dos direitos humanos.

Foto Flávia Pacheco

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Famílias da zona rural recebem subsídio pra comprar imóveis, Em Sergipe, foram 8 contratos que somaram R$ 627 mil
Secretaria de Estado da Saúde recebe 48.550 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta
Aracaju recebe 21 mil testes rápidos enviados pelo Ministério da Saúde a pedido da FNP
Campanha de combate à Hanseníase oferece exames à população no Hospital Universitário