Aracaju, 24 de janeiro de 2022

Feirinha da Gambiarra movimenta o cenário criativo e cultural

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Palco de diferentes manifestações da economia criativa na capital sergipana, a Feirinha da Gambiarra, incentivando e dando suporte a pequenos empreendedores aracajuanos, aconteceu em duas edições especiais neste mês de dezembro. As edições comemorativas de Natal, realizadas nos dias 5 e 12, contaram com a participação de 100 expositores relacionados à produção, distribuição e criação de bens e serviços criativos.

Promovidas pela arquiteta urbanista Isabele Ribeiro, as edições de fim de ano da Feirinha criaram, em Aracaju, um espaço onde, uma das principais características foi a mescla de empreendedorismo, lazer e manifestações culturais. Dentre as diferentes opções apresentadas, a população contou com, além de um ambiente para adquirir diversos tipos de produtos e serviços locais, um espaço para aproveitar a gastronomia, música ao vivo, karaokê e muitos outros.

“Dar esse suporte aos pequenos empreendedores, além de oferecer um espaço onde o aracajuano se sinta mais pertencente a sua cidade, aproveitando das diversas coisas que ela tem para oferecer, é a nossa motivação. Mesmo com a pandemia, quando pudemos voltar a realizar as Feirinhas, mas com algumas restrições, não deixamos de fazer, porque sabemos o quanto se tornou importante. A Feirinha da Gambiarra contribui para o cenário do pequeno empreendedor e para o cenário de economia criativa como um todo. Além disso, construímos uma relação muito legal com a população”, disse a idealizadora do evento.

A sensação de pertencimento destacada por Isabele é algo que está presente também no quesito localização dos eventos. Buscando proporcionar ao público um entendimento de que os espaços públicos da cidade são construídos para a população, as Feirinhas foram realizadas em locais como a Praça Zilda Arns e o Parque da Sementeira,  justamente para esse reforço.

No quesito atrações artísticas, o evento disponibilizou ao público uma série de apresentações, montadas com um catálogo de artistas locais. Dentre os escolhidos, conhecidos e inéditos na Feirinha, uma mistura de gêneros musicais e público alvo. Um ponto de destaque para as atrações apresentadas é o fato de, em ambas as edições, haver a presença de shows para o público infantil.

“Nós fazemos a Feirinha da Gambiarra para ser um evento para todos. Naturalmente, pensamos em espaços para o entretenimento não só dos adultos, mas também para seus pets, por exemplo, com o espaço pet friendly, e para as crianças, colocando atrações que também dialogam com esse público”, explicou a arquiteta.

Nas duas últimas edições do ano, o projeto, que tem entrada gratuita para  público, apoiou duas instituições, uma em cada edição, e arrecadou – única solicitação feita à população que participou – uma quantidade significativa de alimentos para a instituição Tem Sopa no Rosa, e de itens de higiene pessoal destinados a  ao Projeto CrerSer.

“Tivemos um resultado muito bom em ambas as edições. Conseguimos, além de movimentar a economia criativa, contribuir para instituições muito importantes de Aracaju. Sem dúvidas é possível perceber que a população aracajuana, tanto no que diz respeito aos empreendedores como ao público, já abraçou a Feirinha da Gambiarra”, ressaltou Isabele Ribeiro.

Foto: Rafael Borgato

Por Letícia Sandes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Cursos oferecidos são de diversas áreas do conhecimento 
Covid-19 deixa o Sergipe sem time para jogar na quarta-feira após registrar 16 casos  no elenco
Senar Sergipe abre inscrições para cursos profissionalizantes
Senadora destaca a importância da ajuda de custo para UTI