Aracaju, 29 de janeiro de 2022

Governo entrega cartões e senhas do Mão Amiga Pró-Sertão Bacia Leiteira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Nova vertente do programa estadual beneficia pequenos criadores de bovinos leiteiros do Alto Sertão Sergipano

Ao longo desta semana, os municípios do Alto Sertão Sergipano (Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo, Canindé do São Francisco, Gararu, Porto da Folha e Monte Alegre de Sergipe) recebem os cartões e senhas do Programa Mão Amiga – Pró-Sertão Bacia Leiteira. Com objetivo de mitigar os efeitos da seca na cadeia produtiva do leite, beneficiando até 3.700 famílias sergipanas, a nova vertente do programa estadual é executada em parceria entre a Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social – SEIAS e a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe – Emdagro.

O programa é direcionado às famílias pequenas criadoras de bovinos leiteiros, com rebanho de até dez cabeças de gado e ao menos uma fêmea. Cada produtor cadastrado receberá quatro parcelas de R$250, a serem pagas no período de estiagem – dezembro, janeiro, fevereiro e março – com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep), através da Seias. Neste primeiro lote de inscrições, serão beneficiados 1.008 criadores. Está em andamento o processamento de abertura de contas para novos inscritos durante este mês de dezembro. Os criadores que ainda não se inscreveram deverão procurar os escritórios da Emdagro para pleitear o benefício nos municípios.

A primeira entrega aconteceu na segunda-feira (13), em Nossa Senhora da Glória. A secretária de Estado da Inclusão e Assistência Social, Lucivanda Nunes, esteve presente e destacou, além da importância do Mão Amiga, o investimento autorizado pelo governador Belivaldo Chagas para novo edital do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA. “Aproveitamos esse momento do Mão Amiga na cidade de Glória, em que o governador também esteve presente, para formalizar a assinatura que nos autorizou a lançar mais um edital do PAA, programa federal que cuida do pequeno agricultor. É importante destacar que os programas que executamos junto a população do campo, a exemplo do Mão Amiga e CMais, só são possíveis com o apoio do Banco do Estado de Sergipe – Banese, a quem agradeço na pessoa do presidente Helom Oliveira e do diretor Ademario Alves”, disse Lucivanda.

Desde 2009, o programa Mão Amiga já beneficia os cortadores de cana e catadores de laranja. Para a gerente do Programa Mão Amiga na Seias, Maria Auta Carvalho, a ampliação para a bacia leiteira sergipana significa um avanço nas políticas públicas para a população do campo. “O Governo criou mais essa vertente justamente para atender a esses pequenos agricultores que, durante a estiagem, sofrem as consequências da seca. Esse benefício vem para dar um suporte para esses pequenos produtores, não só com a questão da sobrevivência do gado, que é a fonte de renda deles, mas também buscando manter a qualidade do animal, através da garantia de alimentação e vacinação dos rebanhos”, afirmou Auta.

O secretário municipal de agricultura de Nossa Senhora da Glória, Djalci Aragão, destacou a importância da entrega dos 145 cartões e senhas na cidade, em um trabalho feito através de parceria da Seias, Emdagro, Banese e secretarias municipais. “Esse programa vem para oxigenar a cadeia da produção do leite. O governador acertou em criar o programa Mão Amiga Bacia Leiteira, pois vai garantir a alimentação do nosso rebanho por mais tempo. Todo o Alto Sertão vive do leite. Glória e toda a região serão contempladas com esse programa, que veio para fortalecer essa cadeia que movimenta a nossa economia e cresce a cada dia, mais gerando renda para os municípios e famílias”, disse Djalci.

As famílias beneficiadas pelo novo programa externaram a satisfação em receber o benefício, a exemplo do criador José Anselmo Vieira. “Sou produtor e trabalho com isso desde muito novo. Para nós, é uma alegria porque vivemos no campo e isso vai ajudar muito”, comemorou. Já a produtora Ilma da Silva Santos Gois, também de Nossa Senhora da Glória, conta que o benefício veio num momento muito difícil para as famílias. “As coisas estão difíceis, apertando muito. Então, mesmo com a chegada das chuvas, o benefício nos ajuda a garantir alimentação ao gado, nos deixando tranquilas quanto à produção e qualidade dela”, concluiu a pequena criadora de

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Lula recebe Rogério e diz que terá apenas um palanque em Sergipe e esse palanque será do PT
Estância: reforma do estádio Francão está sem previsão para começar
TJSE restringe atividades presenciais com rodízio de 50% dos servidores até 06 de março
Dia da Visibilidade Trans marca ações da mandata de Linda Brasil