Aracaju, 28 de janeiro de 2022

Superintendente do Instituto Banese recebe Medalha

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Concedido pelo Poder Judiciário do Estado de  Sergipe, a Medalha é um reconhecimento a atuações de destaque pela valorização da cultura sergipana

O Poder Judiciário do Estado de Sergipe concedeu ao diretor superintendente do Instituto Banese, Ezio Déda, a Medalha Armindo Guaraná. O reconhecimento aconteceu na tarde desta quinta (16), durante a sexta edição do Projeto Quinta Juriscultural, realizada no Auditório José Rollemberg Leite, no Palácio da Justiça Tobias Barreto. Destinada a autoridades públicas, civis, militares e servidores do Poder Judiciário, a Medalha reconhece atuações de destaque nas áreas da cultura, cidadania e preservação da memória.

Idealizador e gestor dos diversos projetos realizados pelo Instituto Banese, incluindo o Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda, o superintendente Ezio Déda fala sobre mais esse reconhecimento pelo trabalho realizado em prol da cultura sergipana. “Para mim é uma honra receber essa comenda do Tribunal de Justiça de meu Estado. Uma Medalha cujo patrono é Armindo Guaraná, intelectual multidisciplinar que, além do exercício do Direito, desenvolveu estudos e publicações importantes e referenciais sobre nossa  cultura, a exemplo do Dicionário Biobliográfico Sergipano. Ou seja, há quase um século Armindo já demonstrava a importância de pesquisar os aspectos de nossa identidade cultural – bandeira que faz parte de minha atuação à frente do Instituto Banese e do Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda”, destaca Ezio.

Armindo Guaraná foi um sergipano de destaque, como diz o Presidente do Poder Judiciário do Estado de Sergipe, Edson Ulisses de Melo. “O Tribunal de Justiça está encerrando suas atividades judiciárias com essa homenagem a um grande sergipano, que é Armindo Guaraná. Ele se notabilizou pela cultura e dedicação ao trabalho literário. Então, nada mais justo que resgatar o nome dessa figura emblemática e talentosa. Por isso, foram escolhidas pessoas do mesmo patamar de zelo pela cultura sergipana para serem contemplados com essa medalha”, afirma.

O Projeto Quinta Juriscultural foi criado pela Gestão 2021–2023, do desembargador Presidente Edson Ulisses de Melo. A proposta é valorizar as expressões culturais e artísticas de Sergipe nas suas mais variadas formas, música, artes plásticas, literatura, dança, fotografia, artesanato, folclore, valorizando a memória e arte de Sergipe e despertando no sergipano o orgulho por sua história, sua cultura e sua gente.

Com informações do Tribunal de Justiça de Sergipe

Por Ayalla Anjos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Comitê volta a se reunir segunda-feira e adotará medidas rígidas para evitar aumento da Covid
Katarina pode ser a surpresa da eleição disputando uma vaga para Federal
Famílias da zona rural recebem subsídio pra comprar imóveis, Em Sergipe, foram 8 contratos que somaram R$ 627 mil
Secretaria de Estado da Saúde recebe 48.550 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta