Aracaju, 24 de janeiro de 2022

Ex-deputado Heleno Silva discorda de orçamento que mantém fila de espera do Auxílio Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Apresentado na última segunda-feira, 20, pelo deputado Hugo Leal (PSD-RJ), o relatório final do Orçamento de 2022 prevê R$ 89,9 bilhões para o Auxílio Brasil, que substituiu o Bolsa Família, e reserva R$ 16,5 bilhões para as emendas do relator. De acordo com o ex-deputado federal Heleno Silva (Republicanos), o valor destinado para o programa social não é suficiente para atender a demanda e zerar a fila de pessoas que aguardam para obter o benefício.

“A Comissão Mista do Orçamento está errando. Está tirando recursos do Auxílio Brasil, criado para amparar os que estão na pobreza, e deixando R$ 16,5 bilhões para o deputado, sendo R$ 2,1 bilhões direcionados para a realização de obras de implantação e qualificação viária. Neste momento, a maior obra que pode ser feita é garantir comida na mesa das famílias que necessitam de ajuda. É matar a fome dos brasileiros, é dar condições para que essas pessoas possam sobreviver”, afirma Heleno Silva.

Segundo o relatório, os recursos permitiriam que o Governo Federal atendesse 17,9 milhões de pessoas, mas projeções apontam que 21,6 milhões de famílias teriam direito ao programa social, pois a Câmara dos Deputados alterou a Medida Provisória que criou o Auxílio Brasil, aumentando o teto de renda autorizado para entrar no programa de R$ 200 para R$ 210 (o que ampliou o público) e estipulando que a fila de deveria permanecer zerada.

Foto assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Secretaria de Saúde Aracaju se prepara para vacinar crianças de 6 anos ou mais com CoronaVac
Zezinho Sobral debate ações para avançar empreendedorismo
Cursos oferecidos são de diversas áreas do conhecimento 
Covid-19 deixa o Sergipe sem time para jogar na quarta-feira após registrar 16 casos  no elenco