Aracaju, 27 de janeiro de 2022

Maternidade Nossa Senhora de Lourdes realiza mais de cinco mil partos em 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes mantém suas portas abertas 24 horas visando prestar assistência de qualidade em saúde, aos casos de alto risco, qualificando a ajuda ao parto e nascimento. Nos últimos 14 anos, a unidade registrou um total de 64.653 partos. A MNSL possui serviços de obstetrícia com terapia intensiva neonatal, método canguru, atendimento a vítimas de violência sexual, banco de leite humano e ambulatório de seguimento neonatal.

A  unidade  realizou de janeiro a novembro de deste ano, 5.074 partos, uma média de 423 partos ao mês e  disponibiliza ainda emissão de certidões de nascimento e óbito, através do posto de atendimento de registro civil que funciona na MNSL de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14:00 as 17:00.  As ações são desenvolvidas através de uma parceria com o Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE). Para que o registro de nascimento seja feito na unidade, os pais podem se dirigir ao cartório até o 15º dia de vida do bebê. Foi o que informou a Assistente Social,  Fátima Andrade.

A MNSL também é referência no atendimento à pessoa em situação de violência sexual em Sergipe.  De janeiro a novembro a instituição contabilizou 783 atendimentos. Em 2022, a unidade terá uma porta aberta diferenciada, um anexo administrado pela Secretaria de Estado da Saúde. Um serviço pioneiro que serve de modelo a outros municípios e estados brasileiros, no combate à pedofilia e na assistência integral a crianças e adolescentes, vítimas de abuso sexual.

A maternidade desenvolve projetos de boas práticas que atendem de forma complexa e positiva as gestantes e os bebês. O Método Canguru é um desses braços fortes que auxiliam as pacientes. “O método é uma assistência neonatal, preconizada pelo Ministério da Saúde, que facilita o contato precoce da pele da mãe com a do bebê, melhorando o desenvolvimento desse bebê, reduzindo o tempo de permanência hospitalar”, observou  a gerente da Ala Verde Isabela Ribeiro.

A Diretora Técnica e  pediatra,   Roseane Porto,  disse que o  ambulatório Maria Creuza de Brito Figueiredo, recebe crianças de alto risco da MNSL, conta com uma estrutura com diversos profissionais voltados ao atendimento desse público, em especial dos prematuros. “É muito importante para que haja um adequado seguimento na linha de cuidados desses pacientes de alto risco, estando junto com a Atenção Básica na promoção da saúde da criança e vigilância de possíveis complicações tardias decorrentes da prematuridade”, concluiu a pediatra.

A gerente e enfermeira do Banco de Leite Marly Sarney, Magda Doria,  disse que o Banco de Leite Marly Sarney é o  setor responsável pelo fornecimento de leite humano pasteurizado  para os recém-nascidos  prematuros que estão na UTIN. De janeiro a novembro de 2021, foram  fornecidos  pelo Banco de Leite Marly Sarney, um total de 1.044.422 litros de leite humano,  garantindo que os bebês recebam alimentação saudável desde o nascimento.

Fonte e foto MNSL

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sisters conversam sobre romances no BBB 22, e Natália dispara: ‘Povo meio ruim de jogo!’
Murilo Huff abriu mão da tutela de bens do filho com Marília Mendonça
Polícia do Rio já chegou a suposto autor de ameaças racistas contra Douglas Silva
Flash político: Belivaldo confirma conversa com Lula, mas não falou sobre eleições em Sergipe