Aracaju, 27 de janeiro de 2022

Em que aliança o PL vai?

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Brayner[email protected]

O ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), é pré-candidato a governador de Sergipe pelo Partido Liberal, entretanto só bate o martelo em março. Ontem, deixou claro, durante entrevista a Ricardo Marques – vereador pelo Cidadania – que atende à vontade do povo e está pronto para ir a disputa. Falou que o presidente Bolsonaro, do seu partido, quer candidatura ao Governo em todos os Estados. Além disso, o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, teve uma conversa pessoal com Valmir e lhe disse isso.

Em Sergipe há um dilema em relação ao lançamento de uma chapa majoritária pelo PL, em razão de problemas regionais claros. Com quem o partido faria composições para formação de um bloco, que consiga robustez eleitoral, mesmo com a popularidade alta de Fracisquinho na região Agreste? Quando havia uma aproximação com o PT estadual, através do senador Rogério Carvalho, pré-candidato da sigla a governador, percebia-se maior ânimo das lideranças liberais, com a possibilidade real de formar uma aliança, onde entraria o PSB e PV. Mas, com a decisão do PL em não se coligar com siglas que apoiem o ex-presidente Lula da Silva, o entendimento ficou impossível.

Claro que as conversas não cessaram, mas a possibilidade que Valmir tem de ficar ao lado de Rogério é se trocar de partido até 03 de abril, optando por legendas que acompanhem o PT nessa decisão de disputar o Governo. Nesse caso, Valmir teria que optar pela vice, Senado ou entrar em chapa parlamentar. Fora dessa solução, tem o PSDB e outros partidos de menor expressão eleitoral para uma composição que dê força à majoritária, mas que definha na disputa para vagas parlamentares. Podemos e Cidadania não emplacam com o PL, porque tendem a se unir para apoiar o senador Alessandro Vieira ao Governo e a delegada Danielle Garcia ao Senado. Tem mais um obstáculo: os dois partidos apoiam o ex-juiz Sérgio Moro a presidente, um dos adversários mais odiados pelos bolsonaristas.

A base aliada já esteve na mira de Valmir e seria o seu canto em caso de Ulices Andrade ser o escolhido pelo bloco para disputar o Governo do Estado. Mas nela está, também como nome para formação da chapa majoritária, o seu adversário municipal Luciano Bispo, atual presidente da Assembleia Legislativa e que também soma bom potencial eleitoral. Mesmo assim, a base aliada tem membros do PL, que não deixarão de votar no candidato indicado pela maioria a governador, com apoio de Belivaldo Chagas (PSD). É uma arquitetura difícil para os liberais traçarem um bloco coeso, porque há obstáculos a vencer, para apresentar candidaturas majoritárias e proporcionais. Mas, como disse Valmir de Francisquinho, tem até março para decidir o melhor caminho a tomar.

Cauê lança livro

O jornalista Carlos Cauê lança hoje, a partir das 18 horas, o seu novo livro “Sintonia da Esperança”, no Centro de Cultura Aracaju, situado à Praça General Valadão, no centro da cidade.

*** Carlos Cauê é escritor, publicitário, jornalista e especializado em marketing político. Atualmente, atua como secretário de comunicação da Prefeitura de Aracaju.

Belivaldo e Papo Reto

O governador Belivaldo Chagas (PSD) retorna hoje com o Papo Reto, às 12:45h, na rádio e TV Aperipê, com retransmissão de outras emissoras.

*** Durante o Papo Reto, Belivaldo fará um balanço do seu Governo e anunciará projetos que devem chamar a atenção da sociedade e até da própria imprensa.

Eliane ratifica

A vice-governadora Eliane Aquino (PT), através das redes sociais, deixou claro: “o que disse ratifico aqui: minha prioridade é a eleição do presidente Lula e sua candidatura se sobrepõe aos debates estaduais em razão do atual cenário sócio-econômico do Brasil”.

*** E continuou: “no mais, trabalho com a perspectiva de ser pré-candidata à deputada federal pelo meu partido, o PT”.

Transcreve notícias

Usando o grupo “Política sem frescura” o leitor Lucas Silva transcreve duas notícias da coluna Plenário de ontem, sobre o que disse a vice-governadora Eliane Aquino (PT).

*** A primeira: Eliane Aquino (PT) já está em Brasília, onde passa o Natal com familiares. Do aeroporto de São Paulo falou por telefone com o colunista e disse que o seu desejo é disputar o Senado pelo partido. Falou, entretanto, que ainda precisa definir isso, “porque está muito embolado e espero o desenrolar”.

*** A segunda: Eliane Aquino falou, ainda, que se o PT fizer composição com o PSD, através do entendimento com Gilberto Kassab, admite a manutenção do partido na base aliada. Em relação a ela diz que “se a Direção Nacional determinar… Cumpra-se!”. Para Eliane Aquino o importante “é a eleição de Lula a presidente e que os Estados se unam com esse objetivo”.

Candice Matos ironiza

Em resposta às duas notas republicadas por Lucas Silva, a jornalista Candice Matos, mulher do senador Rogério Carvalho (PT), respondeu no mesmo grupo:

*** – Uma coisa eu aprendi: quando Brayner diz que está tudo em paz, na verdade, está havendo uma briga de foice.

*** E conclui: “Quando ele diz que não tem nada definido, a gente sabe que está tudo confirmado. Brayner não é Overland, mas se assemelham nas previsões”.

Federação anda firme

De Brasília chega à informação passada por um parlamentar: Está praticamente fechada a Federação de partidos composta pelo PT, PSB e PV.

*** Com a federação, os partidos que a integram terão governadores nos Estados e votam em Lula a presidente.

*** O Psol resiste a integrar a federação, mas as conversas estão muito adiantadas em Brasília ente os presidentes nacionais.

Eduardo e Alckmin

Depois de participar de longa cirurgia, o ex-senador e médico Eduardo Amorim (PSDB) diz que vai conversar com Geraldo Alckmin (sem partido), que deixou a sigla para ser vice de Lula (PT).

*** Amorim diz que foi motivado por Alckmin para filiar-se ao PSDB e tem um bom relacionamento com ele, desde quando ele foi presidente nacional do partido. Os dois são anestesistas.

*** Eduardo acrescenta que se for convidado por Alckmin para ingressar em outro partido, dirá que vai pensar, mas intimamente acha que não sairá do PSDB.

Depois de 03 de abril

Sobre as eleições de 2022, Eduardo Amorim acha que só a partir de 03 de abril, com o fim da abertura para mudanças de partidos e desincompatibilizações dos cargos majoritários, é que se tem 80% de como ficar o pleito será definido.

*** Acredita que até lá haverá muitas especulações, todo tipo de conversas, vários projetos de composições, sem que nada seja resolvido.

Depois da reunião

O deputado federal Laércio Oliveira (PP), que disputa vaga na chapa majoritária junto à base aliada do Governo, diz que no momento está cuidando de atividades do Natal junto às comunidades.

*** Diz que retornará a falar sobre política e fortalecer seu nome junto à base depois da segunda reunião do grupo, que ocorrerá entre os dias 15 e 20 de janeiro.

Engrandecer a sigla

O ex-deputado federal Valadares Filho (PSB) admite que o ex-governador Geraldo Alckmin filiar-se ao seu partido vai engrandecer muito a sigla porque se trata de um quadro importante para o Brasil.

*** Admite que ele caminhe para essa filiação e que as conversas com a direção nacional estão bem adiantadas.

Emenda impositiva

Presidente da Câmara, Nitinho Vitale (PSD) vai manter emendas impositivas do orçamento do município que forem apresentadas pelos vereadores.

*** A informação é que Nitinho e o prefeito Edvaldo Nogueira tiveram encontro que não foi agradável sobre essas emendas.

*** Pelo que se fala na Câmara, a emenda será mantida e a votação deve ser votada na próxima sexta-feira.

Giro pelas redes sociais

Modesto Carvalhosa – A sociedade civil precisa se mobilizar para acabarmos com esse assalto aos cofres públicos em meio à fome e à miséria de 100 milhões de brasileiros.

Jornal O Globo – Polícia Federal conclui primeiro inquérito sobre ataques contra a Anvisa e aponta crime de ameaça.

Antônio U – Gilmar Mendes dando hoje (ontem) para a Folha mais uma entrevista política do início, meio e fim. Este é o tuíte.

Estado Economia – Parlamentares fazem acordo para dar R$ 1 bi a reajuste de policiais, metade do pedido por Bolsonaro.

Blog Cidadania – Flavio Dino explica como aliança Lula-Alckmin fragiliza terceira via de Moro, Doria e Ciro, e ameaça Bolsonaro.

Vânia Amorim – O povo do Chile se deu conta do perigo e foi votar. Vitória!!!! Em 2022 seremos nós a fazer uma grande festa.

Agência Brasil – Servidores aposentados têm até dia 31 para fazerem prova de vida. Exigência também vale para pensionistas e anistiados políticos.

Haddad Debochado – Primeiro o PT era ruim porque não queria uma frente ampla, agora o PT é ruim porque está formando uma frente ampla.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Famílias da zona rural recebem subsídio pra comprar imóveis, Em Sergipe, foram 8 contratos que somaram R$ 627 mil
Secretaria de Estado da Saúde recebe 48.550 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta
Aracaju recebe 21 mil testes rápidos enviados pelo Ministério da Saúde a pedido da FNP
Campanha de combate à Hanseníase oferece exames à população no Hospital Universitário