Aracaju, 28 de janeiro de 2022

Professor Jouberto Uchôa recebe Medalha Armindo Guaraná

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Reitor da Unit foi um dos homenageados com medalha Armindo Guaraná, do TJSE, pelos serviços prestados em prol da cultura, cidadania e preservação da memória sergipana.

O reitor da Universidade Tiradentes, professor Jouberto Uchôa de Mendonça, recebeu, no último dia 16, do Tribunal de Justiça de Sergipe, sua última honraria do ano de 2021: a Medalha Armindo Guaraná. O motivo da honraria está relacionado aos esforços de Uchôa para o fortalecimento da cultura, cidadania e preservação da memória de Sergipe.

O vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Tiradentes, Saumíneo Nascimento, representou o reitor da Unit no evento do TJSE.

“Foi uma honra representar o professor Jouberto Uchôa, que é um dos maiores símbolos da Educação Sergipana, pelo legado construído e por todas realizações em benefício da sociedade. Professor Uchôa é um merecedor da honraria da medalha Armindo Guaraná concedida pelo Tribunal de Justiça de Sergipe, por também ter sido um grande incentivador da evolução do ensino em Direito em Sergipe, ofertando os cursos de Graduação, Mestrado e Doutorado em Direito”, comenta Saumíneo Nascimento.

A Sessão Solene de Outorga da Medalha Armindo Guaraná foi transmitida pelo canal do Youtube do TJSE e está disponível para acesso neste link.

Homenageados

Entre os magistrados, foram agraciados com a Medalha Armindo Guaraná os Desembargadores Edson Ulisses de Melo, Presidente do TJSE; Ana Lúcia Freire de Almeida dos Anjos, Vice-Presidente do TJSE; José dos Anjos, Elvira Maria de Almeida Silva; Maria Angélica França e Souza; e José Artêmio Barreto, ex-Presidente do Poder Judiciário de Sergipe.

Ainda foram homenageados com a medalha:  Lucas Barreto, em nome da família do escritor Luiz Antônio Barreto (in memoriam); os professores José Ibarê Costa Dantas, representado pelo seu neto Rodrigo Dantas; Jorge Carvalho do Nascimento; Jouberto Uchôa, representado por Saumíneo Nascimento; Verônica Maria Meneses Nunes; e Ádria de Araújo Ramos Lavres.

A escritora Aglaé Fontes, o arquiteto Ézio Déda, o escritor Jackson da Silva Lima (representado por Lucas Barreto), o Juiz aposentado José Anderson Nascimento, o jornalista Luiz Eduardo Costa e o memorialista Murilo Melins também receberam a Medalha Armindo Guaraná.

Medalha Armindo Guaraná

Criada pela atual gestão do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) e destinada a autoridades públicas, civis e militares, além de servidores do Poder Judiciário, que tenham se destacado nas áreas da cultura, cidadania e preservação da memória.

A Medalha Armindo Guaraná foi instituída pelo TJSE através da Portaria Normativa 71/2021. A medida considerou o compromisso das instituições com a história e com a preservação da memória daqueles que dedicaram suas produções intelectuais à sociedade.

Manoel Armindo Cordeiro Guaraná nasceu em São Cristóvão (SE), em 04 de agosto de 1848. Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Recife, no ano de 1871, faleceu em Aracaju (SE), em 10 de maio de 1924. Filho de tradicional família são-cristovense, sendo seus pais Teodoro Cordeiro Guaraná e Andrelina Muniz de Menezes Guaraná Cordeiro, entre seus irmãos, destaca-se o General Cordeiro Guaraná, que atuou na Guerra do Paraguai.

Com informações do TJSE

Assessoria de Imprensa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Comitê volta a se reunir segunda-feira e adotará medidas rígidas para evitar aumento da Covid
Katarina pode ser a surpresa da eleição disputando uma vaga para Federal
Famílias da zona rural recebem subsídio pra comprar imóveis, Em Sergipe, foram 8 contratos que somaram R$ 627 mil
Secretaria de Estado da Saúde recebe 48.550 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta