Aracaju, 22 de janeiro de 2022

Em 2021, Investimentos no SAMU 192 Sergipe otimizaram atendimento à população

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Para otimizar o trabalho de assistência médica especializada, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizou neste ano de 2021 investimentos significativos no

Serviço de Atendimento Móvel de Urgências – SAMU 192 Sergipe. O resultado foi o número de vidas impactadas positivamente pelos atendimentos.

No dia 20 de março deste ano, foi implantado no SAMU192 Sergipe, o Suporte Intermediário de Vida (SIV) que é uma modalidade de serviço de Atendimento Pré-Hospitalar (APH) composta por enfermeiro, técnico de enfermagem e condutor. Em atuação estão 137 novos Técnicos de Enfermagem e 63 novos Enfermeiros que ingressaram através de Processo Seletivo Simplificado (PSS).

As equipes de profissionais estão aptas a realizar atendimentos de urgência e emergência a pacientes com risco moderado, podendo utilizar técnicas avançadas de enfermagem e administração de medicação por telemedicina. Desde o primeiro mês de funcionamento até outubro de 2021, o SIV já realizou 462 ocorrências, ou seja, uma média de 77 pessoas receberam os cuidados do SAMU192 Sergipe a cada mês. As remoções inter-hospitalares somam 70% dos atendimentos.

“Nos reinventamos aumentando o nosso potencial de atendimento com a criação do SIV que ficou responsável por mais de 70 atendimento/mês, tivemos esse upgrade. Além disso, riamos a comissão científica e ela junto com o NEP ficaram responsáveis em criar os protocolos para o SIV e Central de Regulação de Urgência, endossamos o poder de ação do NEP e tivemos muitos resultados e outros virão a longo e médio prazo”, relata o superintendente do Samu192 Sergipe, Denison Pereira da Silva.

Em Junho, um mês após a implantação do SIV, o serviço de Telecardiologia passou a funcionar em período integral. O telediagnóstico é utilizado na abordagem das síndromes coronarianas agudas (SCA), um cardiologista de maneira remota analisa os registros de eletrocardiograma (ECG) que lhes são transmitidos pelas equipes que estão em atendimento nas viaturas do SAMU ou portas de urgência da rede SUS.

Quando o diagnóstico de infarto com supradesnivelamento do segmento ST é confirmado, o profissional cardiologista orienta condutas terapêuticas das equipes assistenciais, sobre o tipo de viatura a realizar a remoção do paciente, além de acompanhar todo o trajeto até a chegada na unidade hospitalar.

Em 2021, o serviço de Telecardiologia atendeu e referenciou mensalmente uma média de 53 pacientes com infarto, anteriormente ao funcionamento integral, a média de atendimentos era de 17 pacientes/mês. O infarto é uma doença cujo sucesso do tratamento é o tempo dependente, por isso, o SAMU192 Sergipe tem como prioridade a redução do tempo entre o início dos sintomas e a chegada ao hospital de referência. O tempo de resposta médio alcançado pelas equipes neste trabalho sincronizado é de 3 horas e 20 minutos, antes da implantação da telecardiologia no SAMU192 Sergipe era de 23 horas.

Outra importante inovação no serviço foi a criação da função de supervisor de frota, esse profissional fica responsável pela intermediação de ocorrências com viaturas e condutores, compete a ele, a resolução de necessidades operacionais da coordenação de frota, além de auxiliar nas definições relacionadas às rotas e distribuição das ocorrências entre as equipes regionais.

Outra função que nasceu foi a de Assistente Regulatório para criar um elo com a gestão do SAMU, facilitando o acompanhamento de status operacional, ocorrências de valência social, intermediação com gestores da rede de urgência, apoio operacional do regulador médico e telecardiologista, dentre outras funções. Trata-se de duas funções que complementam os serviços e são executadas em período integral de forma presencial na Central de Regulação de Urgência.

“Nós fizemos mais de 60 mil atendimentos de rua, recebemos mais de 300 mil ligações. As chamadas passam por triagem, algumas a gente despacha para nossas equipes e outras a gente regula ou atende por telefone, sem necessariamente usar ambulâncias. Vale ressaltar que, mesmo em tempos de pandemia, tivemos um número considerável de incidentes traumáticos. Foi um ano em que a gente atendeu mais a população, posso dizer que tivemos um aumento quantitativo e qualitativo, afinal, conseguimos fazer treinamentos on-line e em base para ofertar atendimento diferenciado à sociedade. Todas as nossas equipes se capacitaram, claro que existem algumas falhas de atendimento para qualquer instituição que tem uma intensa demanda, esse é o caso do nosso serviço móvel de urgência, porém, mapeamos essas falhas, nos reunimos para recriar fluxos e protocolos objetivando que essas falhas não aconteçam mais”, compartilha o superintendente.

Formações e Processos seletivos

A formação continuada dos profissionais é uma prática cotidiana do Samu192 Sergipe, sistematicamente, o Núcleo de Educação Permanente realiza treinamentos internos com temáticas diversas, entre elas emergências clínicas, traumáticas, pediátricas, obstétricas e psiquiátricas. Em 2021 foram 8.891 horas de atividades formativas destinadas a 1.854 profissionais, além disso, 29 capacitações on-line foram desenvolvidas, totalizando 72 horas de atividades.

Foram diversos os treinamentos em primeiros socorros para públicos externos, tais como: Polícia Rodoviária Federal, Centro de Referência Especializada José Leonel Ferreira Aquino (CER IV), Prefeitura Municipal do município de Salgado, Centro de Acolhimento e Diagnóstico de Sergipe (CADI), Palácio do Governo, Universidade Federal de Sergipe e Fertinor, totalizando 178 pessoas treinadas.

O Samu192 Sergipe realizou o III Curso de formação de condutores de Motolância GMAU Sergipe, desse momento foram formados 05 novos motosocorristas destinados ao fechamento de escalas operacionais. Um Treinamento off-road GMAU SE/GETAM foi executado posteriormente e contou com a participação de 11 moto socorristas.

A partir da Gerência central de regulação de urgência (CRU), no mês de setembro aconteceu oficina voltada para 44 Técnicos Auxiliares de regulação Médica (TARM) e Rádio-Operadores (RO) com o objetivo de trabalhar primeiros socorros com esses profissionais. Houve ainda a realização do curso de nivelamento para condutores (Contemplados 51 servidores- Meses de Setembro e outubro/2021).

Neste ano, foi aplicada a prova prática do Processo Seletivo Simplificado 2020 voltado para para médicos, enfermeiros, condutores e técnicos de enfermagem, ao todo foram avaliados 344 profissionais. O Samu192 Sergipe abriu, ainda, processo seletivo para estágio não remunerado de acadêmicos de enfermagem e medicina, a adesão foi de 795 candidatos.

O gerente do Núcleo de Educação Permanente (NEP), Kelson Santos, afirma que todo o planejamento pensado pela equipe foi colocado em prática e os objetivos alcançados. “Esse foi um ano que, mesmo diante das adversidades, conseguimos desenvolver novas ações e continuar com as que já existiam. Para nós do NEP, o sucesso foi atingir um total de quase 9 mil horas de atendimento para profissionais do Samu e público externo. O que esperamos para 2022 é desenvolver novas ações e continuar com o projeto ‘NEP itinerante’, um dos nossos destaques. Além disso, vamos continuar com as aulas on-line, afinal, temos profissionais espalhados em todo o território e em outros estados, então, fica difícil treinamento somente presencial. Com esse projeto on-line tivemos nossos profissionais mais integrados com o núcleo de educação”, ressalta orgulhoso com os resultados. .

Para o gerente, a pandemia ressignificou as práticas formacionais ao passo que impulsionou a necessidade de novos aprendizados para as equipes do Samu192 Sergipe. “Às vezes, as adversidades surgem para que possamos sair da zona de conforto em busca de novas ferramentas. Diante do que vivemos com a chegada do coronavírus, não podemos deixar para trás a educação continuada em nosso serviço, inclusive, seria um contrassenso, pois, na pandemia fomos muito solicitados. Foram muitas demandas novas, por isso, fomos em busca de novidades sobre a Covid e outros acidentes que acontecem cotidianamente”, reitera Kelson.

Reformas

Reformas importantes aconteceram nas bases do Samu192 Sergipe localizadas na capital (bairro Siqueira Campos e Central de Regulação de Urgências) e interior foram contempladas as bases dos municípios de Capela, Itaporanga e Salgado (em andamento). Para essas demandas de reparos, adequações estruturais e reformas advindas das 36 bases descentralizadas foi designada uma equipe de manutenção exclusiva.

Em relação ao ano que começará, o superintendente do Samu compartilhou alguns dos projetos que já começam a se concretizar ainda em Dezembro e pontua a aquisição de novas unidades móveis. “O que a população pode esperar para 2022 algumas parcerias importantes que já começam a ser firmadas como, por exemplo, o termo de cooperação com o Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe. A partir da assinatura do termo de cooperação, o SAMU vai tripular as ambulâncias do corpo de bombeiros de maneira conjunta. O objetivo principal é ter maior alcance da população e garantir celeridade no atendimento, sobretudo, de acidentes traumáticos nas BR e na capital. Além disso, no próximo ano vamos revisitar todas as bases do Samu, já começamos com a alteração da base de Cristinápolis e também receberemos novas ambulâncias para potencializar ainda mais o relevante trabalho que o Samu192 Sergipe presta à sociedade indistintamente”, destaca com expectativa Denisson Pereira da Silva.

Foto: Flávia Pacheco

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Escola de Artes Valdice Teles abre inscrições para 685 vagas em diversos cursos
Defesa Civil segue monitorando municípios sergipanos margeados pelo Rio São Francisco
Provas do Enem 2022 serão aplicadas no mês de novembro; confira todo cronograma
Prefeitura abre novo edital para eleição do Conselho da Previdência