Aracaju, 25 de janeiro de 2022

Cigano com 13 mandados de prisão em aberto na BA e MG, oferece R$ 200 mil para não ser preso 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Policiais civis da Delegacia de Boquim prenderam em flagrante o cigano Alandro Silva Tanures, 36. Ele é investigado pela prática de estelionato e ofereceu R$ 200 mil a agentes da Polícia Civil para que não fosse detido. A ação policial ocorreu nessa terça-feira (28).

De acordo com o delegado Paulo Cristiano, o investigado tinha 13 mandados de prisão em aberto pelos estados da Bahia e Minas Gerais.

“Houve uma troca de informações entre as Polícias Civis da Bahia e de Sergipe e foi possível constatar que em Boquim havia um cigano foragido da Justiça. Fizemos diligências e conseguimos abordá-lo”, detalhou.

No momento da ação policial, ele se apresentou com documentação falsa. “Ele foi conduzido para delegacia e se constatou que o documento era falso. No momento da prisão pela documentação falsa, ele e os familiares tentaram subornar os policiais, sendo lavrado o flagrante por corrupção ativa”, acrescentou.

Os mandados de prisão são referentes aos crimes de estelionato e porte ilegal de arma de fogo. O investigado fazia parte de uma organização criminosa que praticava fraudes contra o INSS. Ele já encontra-se à disposição da Justiça.

Fonte e foto SSP

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Rodrigo aconselha: ‘Você tem que dosar o que você fala’. Brother conversa com Natália
Bárbara, Brunna Gonçalves, Laís e Rodrigo especulam sobre Jogo da Discórdia
Douglas Silva convida Luciano, Naiara Azevedo e Natália para o Cinema do Líder
Homem suspeito de vazar vídeo íntimo de Natália, do BBB22, nega crime