Aracaju, 24 de janeiro de 2022

Ginasta sergipana, que é bisneta de poeta estanciano, chegou a ser hexacampeã brasileira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A jovem ginasta Larissa Maia Barata, sobrinha da professora Neline Matos e bisneta do poeta e musicista estanciano, Elísio Matos, que na cidade de Estância existe uma rua com seu nome, dada pelo prefeito da época, Raimundo Silveira Souza, durante 10 anos se dedicou e foi aplaudida de pé pelo povo, na ginástica brasileira.

A imprensa sergipana, sobretudo, a estanciana, divulgou bastante à época, a atuação, o esforço e as vitórias da jovem, Larissa Barata.

Larissa Barata nessa ocasião do seu apogeu, e também essas suas conquistas que estão registradas nas páginas da ginástica brasileira, contribuiu imensamente para Sergipe ficar conhecido no Brasil e no exterior, quando ela chegou a participar das Olimpíadas de Atenas, na Grécia, em 2004, e ainda de uma campanha nesse mesmo lugar.

É de suma importância recordar o benefício da nossa querida concidadã, Larissa Barata, uma vez, que ela fez mais por Sergipe do que para si (quando na ocasião tinha apenas 19 anos de idade). Da mesma forma, é chamar a atenção desse Estado, de Aracaju (cidade que reside até hoje) e particularmente de Estância (terra natal do seu bisavô), para uma grande retribuição a ela, que com muita dificuldade, mas com a esperança de vencer e alegrar esse Estado, superou tudo, até a doença. “Tive que treinar doente com febre e até com conjuntivite e, às vezes, as pessoas acham que é fácil, mas não é”, disse Larissa Barata, ao repórter Barroso Guimarães, em novembro de 2005.

À época, a crônica esportiva da capital e do interior sergipano, estava focada praticamente só em Larissa Barata. Ela era “a bola da vez”. Suas notícias davam audiência aos meios de comunicação. Larissa viveu esse período para Sergipe. Ela mesma chegou a revelar a Barroso Guimarães, em 22 de novembro de 2005, que durante os 10 anos que passou na ginástica, abdicou da família, de sair com amigos e de comer do que gostava.

Larissa Barata foi uma grande revelação para o Estado. Pena que o próprio Estado, parece que a esqueceu. As rádios, os jornais, as revistas, as conversas do próprio povo nas ruas, nas praças e no comércio, só enalteciam o talento dessa atleta. Até nas tribunas dos parlamentos sergipanos, vereadores e deputados, fizeram do desempenho e do sucesso de Larissa, pautas para seus discursos. A Câmara de Vereadores de Estância, por muitas vezes, durante suas sessões, os edis faziam citações das suas conquistas.

Segundo a ex-atleta, a ginástica lhe realizou. Larissa Barata chegou a participar de todos os campeonatos importantes como o Sul-Americano, Mundial, Pan-Americano, Olimpíadas e atingindo os objetivos de representar bem o Estado de Sergipe. A ginástica lhe ensinou muita coisa, entre elas a disciplina.

Vale ressaltar, que foi a partir das vitórias de Larissa Barata, que a ginástica rítmica começou a ganhar cada vez mais espaço na história do esporte sergipano. O apoio do povo sergipano, seu nome a todo instante publicado e aclamado na mídia, a dedicação de sua família, dos amigos e de todos que a cercavam, foram excelentes na sua trajetória. Mas ela já queria parar.

Larissa Barata revelou que se não fosse o carinho do povo sergipano a decisão de parar teria acontecido há mais tempo. A atleta conquistou seis títulos brasileiros (1998, 99, 2000, 2001, 2002) e foi campeã da Copa Quatro Continentes, em 2001.

A trajetória de Larissa Barata, foi muito importante para o desenvolvimento da ginástica sergipana. Ela soube ocupar esse espaço com talento, dedicação e amor. O Estado de Sergipe deveria acolher melhor Larissa Barata, esse nome não pode ficar esquecido!

As instituições públicas e particulares de Sergipe, deveriam convidá-la a palestrar em torneios, escolas, ginásios, universidades, Câmaras de Vereadores e Assembleia.

Se as autoridades políticas deste Estado bem soubessem, o nome da ex-atleta Larissa Barata, poderia ser empregado num Campeonato Intermunicipal Desportivo ou Torneio Estadual de Ginasta, pois ela muito merece e por ser um ato de justiça.

Também, a juventude de Sergipe de hoje carece de exemplos para que possa se espelhar e ao mesmo tempo, praticar esportes de diferentes modalidades e ficar distante de lugares obscuros e longe das drogas.

É preciso resgatar os bons princípios de civilidade e os valores de cidadania, além de prestigiar nossos jovens a participarem de atividades desportivas tão importantes para manter a mente sã e o corpo são.

E Larissa Barata é um belo exemplo a se espelhar.

Foto Arquivo pessoal

Por Magno de Jesus

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Cursos oferecidos são de diversas áreas do conhecimento 
Covid-19 deixa o Sergipe sem time para jogar na quarta-feira após registrar 16 casos  no elenco
Senar Sergipe abre inscrições para cursos profissionalizantes
Senadora destaca a importância da ajuda de custo para UTI