Aracaju, 27 de janeiro de 2022

Férias das crianças: Secretaria da Saúde alerta sobre acidentes domésticos em Sergipe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Com a chegada do período de férias escolares, cresce o número de ocorrências de acidentes domésticos envolvendo crianças. De acordo com pesquisa da ONG Criança Segura, 38% das mortes por acidentes com crianças acontecem durante as férias. Estima-se que no Brasil ocorrem cerca de 200 mil acidentes domésticos por ano com crianças, como queimaduras, quedas e afogamentos. Entretanto, nas férias escolares este índice aumenta em 25%. Os dados são da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Como parte dessa estatística, a pequena J. C. L. de apenas 5 anos, está de férias da escola e sofreu um leve acidente doméstico. A criança brincava no parquinho do condomínio com os colegas, escorregou e bateu a cabeça. Ocorrências como essas se repetem diariamente no Pronto Socorro do Hospital Pediátrico José Machado de Souza, localizado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), principalmente, com o início desse período.

Existem diversas dicas e sugestões para evitar acidentes pediátricos, no entanto, nenhum cuidado é 100% eficaz, é o que afirma a coordenadora da Pediatria do Huse, Cristiane Barreto.“É muito importante que os pais não se descuidem. Devem voltar a atenção, principalmente, os que estão aprendendo a caminhar e tudo eles querem descobrir. Redobrar a atenção nas brincadeiras e sugerir alternativas mais tranquilas como leitura, televisão e jogos educativos é uma tentativa de prevenir acidentes”, reforça Cristiane.

Prevenção

É importante supervisionar as brincadeiras e sempre estar alerta para os objetos e materiais que possam oferecer risco às crianças, além de preparar o ambiente antes desse período são formas de prevenir que acidentes mais graves não aconteçam, a exemplo de instalação de grades ou redes de proteção nas janelas e sacadas, não deixar cadeiras e bancos perto de janelas, pois as crianças podem escalar e se debruçar. O mesmo vale para móveis baixos perto de estantes e armários altos.

A pediatra destaca que é importante reforçar os cuidados e instalar portões de segurança no topo e pé das escadas, orientando as crianças a brincar em locais seguros, bem como proteger as tomadas com protetores específicos evitando acidentes, não deixar o ferro de passar quente ao alcance da criança, mesmo que esteja desligado, colocar os cabos das panelas virados para dentro do fogão, dessa forma evita que elas possam ser puxadas.

Foto: internet

Com informações da SES

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sisters conversam sobre romances no BBB 22, e Natália dispara: ‘Povo meio ruim de jogo!’
Murilo Huff abriu mão da tutela de bens do filho com Marília Mendonça
Polícia do Rio já chegou a suposto autor de ameaças racistas contra Douglas Silva
Flash político: Belivaldo confirma conversa com Lula, mas não falou sobre eleições em Sergipe