Aracaju, 29 de janeiro de 2022

Atendimento a pacientes com sintomas gripais aumenta lotação dos hospitais municipais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O avanço rápido das síndromes gripais no último mês do ano passado, com a circulação da variante H3N2 e de outras cepas do vírus da Influenza, somado ao atendimento dos pacientes com suspeita de covid-19, provocou o aumento da procura por atendimento nos hospitais municipais da capital.

Além do significativo aumento dos pacientes de Aracaju, os hospitais municipais Desembargador Fernando Franco (Zona Sul) e Dr. Nestor Piva (Zona Norte) têm registrado a ampliação do atendimento de pessoas do interior do estado e de municípios da Bahia e de Alagoas, além de turistas de outras localidades do país, o que provoca a sobrecarga do atendimento na capital.

Desde o dia 1º de dezembro, cerca de 12% dos atendimentos diagnosticados como sintomas gripais ou de doenças virais e respiratórias foram de pessoas não residentes na capital. “Esse índice pode parecer pequeno, mas, na prática, quando estamos atendendo cerca de 900 pacientes com síndromes gripais diariamente, representa o aumento do tempo de espera e a superlotação das unidades”, detalha a secretária da Saúde, Waneska Barboza.

A secretária destaca que todos os pacientes que chegam às unidades de saúde de Aracaju são atendidos. Por esse motivo, neste momento de aumento significativo dos atendimentos, é necessário que os municípios e a população tenham bom senso e ajudem a garantir a assistência a todos, não aumentando a sobrecarga das unidades municipais de Aracaju.

“Mesmo para os pacientes de Aracaju, que apresentem quadros mais leves de síndromes gripais, a recomendação é procurar uma Unidade Básica de Saúde, para que a rede de urgência e emergência tenha um bom fluxo, garantindo o atendimento para os casos mais graves”, enfatiza Waneska.

Plano de contingência

Atualmente, Aracaju está com taxa de transmissibilidade de 7,44%, entrando no nível 3 do Plano de Contingência, que foi anunciado pelo prefeito Edvaldo Nogueira no dia 21 de dezembro.

Antes de atingir esse patamar, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) adotou medidas de enfrentamento, aumentando o número de leitos de internação nos hospitais municipais, abertura de unidades de Síndrome Gripal no final de semana, determinação para que todas as 45 UBSs atendam pacientes com síndromes gripais, além da realização de testes para detecção da covid-19 e a solicitação de mais doses de vacina contra a Influenza ao Ministério da Saúde.

Foto: André Moreira/PMA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Lula recebe Rogério e diz que terá apenas um palanque em Sergipe e esse palanque será do PT
Estância: reforma do estádio Francão está sem previsão para começar
TJSE restringe atividades presenciais com rodízio de 50% dos servidores até 06 de março
Dia da Visibilidade Trans marca ações da mandata de Linda Brasil