Aracaju, 25 de janeiro de 2022

Alunos da rede estadual vencem a I Olimpíada de Biologia de Itabaiana

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) informa que foi divulgado o resultado da I Olimpíada de Biologia de Itabaiana (OBITA), direcionada para estudantes de Ensino Médio das escolas públicas sergipanas. A competição foi realizada pelos universitários da licenciatura em Biologia da Universidade Federal de Sergipe (Campus Itabaiana), vinculados ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID).

A aluna Lívia Andrade Santos, do Colégio Estadual Doutor Jessé Fontes, localizado no município de Pedrinhas, alcançou o primeiro lugar; em segundo, a aluna Evelyn de Jesus Silva, e em terceiro, o estudante Vinicius Resende Oliveira, ambos do Colégio Estadual Murilo Braga, em Itabaiana. O objetivo é incentivar o estudo  na  área  da  Biologia,  estimulando  o  raciocínio  científico na apresentação de soluções criativas para os problemas propostos; aproximar a Universidade do Ensino Médio de escolaridade, propiciando a familiarização com a realidade universitária; entre outros.

A mãe de Lívia Andrade viu pela TV e incentivou a filha a aproveitar a oportunidade de concorrer a um smartphone Samsung Galaxy A02, essencial para os estudos que a elevou à primeira colocação. Para ela, “a Olimpíada é um incentivo muito grande. Querendo ou não eu sinto como se fosse um fruto do que eu já vinha plantando e semeando durante anos e foi muito gratificante ter ganhado. Eu fiquei super feliz, minha família também que sempre me incentiva a estudar”, relatou. Os colegas também foram premiados.

Evelyn Silva recebeu um headphone JBL; e Vinicius Resende, uma caixa de com bluetooh I2go.

O professor Ricardo do Carmo explica que a Olimpíada de Biologia deu certo porque os professores participaram nas duas pontas: de um lado, professores vinculados ao PIBID como supervisores fizeram o trabalho de corrigir as questões; de outro lado, os professores das escolas auxiliaram os estudantes nas inscrições, reservaram sala com computador e consideraram a pontuação uma nota no boletim escolar. “É óbvio, mas importante dizer, os estudantes valorizaram nosso trabalho quando se inscreveram e responderam as questões. Então, fico orgulhoso da equipe do PIBID e satisfeito com o resultado”.

Os estudantes das escolas públicas de Sergipe responderam questões sobre vacinas, COVID-19, infecção por vírus, antibióticos, aquecimento global, além de questões tradicionais sobre fisiologia humana, doenças relacionadas à falta de saneamento básico e questões de interpretação. As questões, conforme o curso ministrado, obedeceram aos critérios do conhecido exame nacional, o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), e do exame internacional PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), que faz uma avaliação comparativa da educação no mundo.

Para colaborar e executar a atividade, os universitários do curso de Biologia e professores das escolas públicas participaram de um curso específico para aprender como pegar um texto científico ou de divulgação científica e fazer uma recontextualização didática para uso dentro de uma questão. As professoras Marize Santiago (Colégio Estadual Dr. Airton Teles) e Wedna Machado (C. E. Murilo Braga) e o professor Marcus Noronha (C.E. Eduardo Silveira) tiveram a experiência do curso de elaboração de questões em razão de terem sido selecionados para atuarem como supervisores do PIBID.

O curso de extensão foi ministrado pelo professor Ricardo do Carmo, que também é coordenador do PIBID para a área de Biologia. O PIBID é um programa federal voltado para a formação de professores. Está claro que “o valor do PIBID está em aprofundar a formação universitária, na medida em que articula os assuntos aprendidos nas aulas com propostas de uso didático nas escolas, bem como adiciona uma camada de conhecimentos mais específicos sobre conteúdos, análise do discurso, métodos da pesquisa científica, fidedignidade pública da ciência, integridade ética da pesquisa, as fake news na ciência”, destaca o professor Ricardo do Carmo, ao esclarecer sobre os objetivos do projeto de Biologia no PIBID.

O resultado completo da Olimpíada de Biologia de Itabaiana está disponível no link

https://bit.ly/3fa4bXf

Assessoria de Comunicação da SEDUC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Rodrigo aconselha: ‘Você tem que dosar o que você fala’. Brother conversa com Natália
Bárbara, Brunna Gonçalves, Laís e Rodrigo especulam sobre Jogo da Discórdia
Douglas Silva convida Luciano, Naiara Azevedo e Natália para o Cinema do Líder
Homem suspeito de vazar vídeo íntimo de Natália, do BBB22, nega crime