Aracaju, 27 de janeiro de 2022

Bancada federal de segunda classe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza *

Diferente de outros estados, onde suas representações no Congresso se destacam pelo protagonismo, a bancada federal de Sergipe é de 2ª classe. A grande maioria dos 11 deputados e senadores diz amém ao presidente de plantão, enquanto os de oposição se contentam em repetir as palavras de ordem contra o governo federal. Talvez a única ação concreta de nossa bancada seja a apresentação de emendas ao Orçamento da União. O tradicional Prêmio Congresso em Foco é um dos exemplos de como estamos mal representados. Na edição de 2021, apenas os senadores Rogério Carvalho (PT) e Alessandro Vieira (Cidadania) apareceram entre os 10 melhores do Senado. Entre os mais votados da Câmara Federal, a bancada sergipana ficou da metade pra trás. Uma vergonha! Essa péssima representação parlamentar é o resultado da força do coronelismo e da falta de consciência política de grande parte dos sergipanos, que votam por favor, por dinheiro, pelo discurso bonito ou pela simpatia dos candidatos e candidatas. Enquanto Sergipe continuar votando mal, vai permanecer elegendo uma bancada federal incapaz de defender o crescimento socioeconômico do estado. Misericórdia!

Pregando unidade

O ex-deputado federal Heleno Silva (Republicanos) negou desavenças no grupo político liderado por ele e pelo pastor Jony Marcos: “Toda e qualquer decisão será tomada juntamente com os filiados”, garante o reverendo. Chefe do Escritório de Sergipe em Brasília, Heleno fez questão de incensar o governador Belivaldo Chagas (PSD), elogiando o pessedista pela coordenação do grupo político da situação. Nunca é demais lembrar que em 2018 Heleno também defendia o governo com unhas e dentes, até romper para se candidatar ao Senado pela oposição. Danôsse!

Visita imperial

Agora em janeiro, fazem 162 anos da visita de dom Pedro II e da imperatriz Tereza Cristina à Estância. O casal imperial passou três dias (19, 20 e 21) batendo pernas na tranquila cidade da zona sul de Sergipe. Em seu diário, o monarca escreveu o seguinte sobre à inspeção feitas nas escolas estancianas: “Falta utensílios e antes de minha visita liam só cartilha; não escrevem [há] 15 dias por falta de papel. Divide bem sabe a prova real. […] sabem as rezas mas pouca explicação; […] Letra dos meninos menos boa.”. Além de Estância, a comitiva real visitou Neópolis, Propriá, Aracaju, Maruim, Laranjeiras e São Cristóvão. Recordar é viver!

Carnaval indefinido

O prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) ainda não decidiu se Aracaju terá ou não Carnaval este ano. Segundo a Secretaria Municipal de Comunicação, a transmissão comunitária de novas variantes do coronavírus na capital ainda requer da população a manutenção de cuidados preventivos. A Secom conclui informando que a Prefeitura segue analisando diariamente os boletins epidemiológicos para a adoção de medidas de flexibilização das restrições impostas para o controle da pandemia. Aguardemos, portanto!

Morte sobre duas rodas

Os acidentes de motos seguem matando em Sergipe. Quase todos os dias, são registradas colisões com vítimas fatais, a maioria jovens sem experiência que se arriscam nesse veículo de duas rodas. Ontem mesmo, uma jovem motociclista morreu ao colidir sua motoca com um carro, na zona sul de Aracaju. Para se ter uma ideia, o número de vítimas dos acidentes com motocicletas em Sergipe se equipara ao de homicídios. O mais grave é que parte das pessoas que perdeu a vida neste tipo de acidente não usava capacete. Uma lástima!

Matando a fome

Quem não dispensa em café da manhã reforçado é o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL). Ontem, o distinto se divertiu no afamado bar de Anny com um bem servido prato de cuscuz com manteiga e frango frito. Também para aguentar o rojão de político em pré-campanha eleitoral só mesmo matando a fome logo cedo. Valmir ainda não se decidiu sobre o cargo que disputará agora em 2022, mas não nega que se um cavalo selado passar em sua porta ele monta no bicho e disputa o governo de Sergipe. Arre égua!

Juntos e separados

O PT sergipano consegue ser governo e oposição ao mesmo tempo. Além de ter na vice-governadoria a petista Eliane Aquino, o partido da estrelinha ocupa uma série de cargos em confiança na administração estadual. Essa aliança perdura mesmo depois que o senador Rogério Carvalho (PT) chutou o pau da barra para se candidatar ao governo pela oposição. De tanto conviver com esse morde e assopra do PT, o governador Belivaldo Chagas (PSD) até já se acostumou com o clima de discórdia entre os petistas governistas e oposicionistas. Aff Maria!

Abra o olho

Essa notícia interessa aos pais nesta época de pandemia e ainda de isolamento: a exposição às telas de computadores, celulares e tablets por crianças e adolescentes pode afetar o sono, a atenção, o aprendizado, o sistema hormonal, a regulação do humor, o sistema osteoarticular, a audição e a visão. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, para crianças de 2 a 5 anos de idade, a recomendação é de uma hora por dia de permanência, ao todo, à frente de televisões, celulares, tablets e videogames. Acima dessa idade é recomendável o tempo de até duas horas. Ah, bom!

Tá no páreo

E o deputado federal Laércio Oliveira (Progressista) não esconde o desejo de disputar o governo de Sergipe. O parlamentar trabalha nessa direção, porém promete aguardar o momento certo, esperar que o governador Belivaldo Chagas (PSD) sinalize ter chegado a hora de discutir concretamente sobre a sucessão. No terceiro mandato de deputado federal, Laércio espera ser o nome de consenso dos governistas para disputar o principal cargo político do estado. Marminino!

Campanha curta

Não esperem uma campanha eleitoral muito longa agora em 2022. Os primeiros movimentos dos partidos interessados em disputar o governo de Sergipe permitem afirmar que os “times” só entrarão em campo depois do meio do ano. E por que isso? Além da fiscalização cada vez mais rigorosa da Justiça Eleitoral, os partidos não pretendem gastar no mesmo ritmo que fizeram em eleições passadas. Portanto, os candidatos a governador, senador e deputado só devem começar a campanha pra valer em agosto. Excelente para a saúde e a paciência dos eleitores. Crendeuspai!

Começou o recesso

Os deputados estaduais entraram em recesso parlamentar após aprovarem, ontem, o Orçamento do governo de Sergipe para este ano. Pelo que foi aprovado, o Executivo poderá dispor de mais de R$ 12 bilhões, o que equivale a um aumento de 14% em relação à receita aprovada pelos deputados para 2021. Concluída a votação do Orçamento estadual, a Assembleia só reiniciará as sessões plenárias no dia 3 de fevereiro próximo. Então, tá!

Alô marujada!

Pelo andar da carruagem, até o fim deste governo militar vai faltar gente nas Forças Armadas para ocupar cargos federais. É bem capaz de ser preciso convocar o famoso general da Chegança. Esta festa popular de origem portuguesa tem entre os brincantes general, almirante, capitão, tenente e até ajudante de ordem. Supimpa!

Recorte de jornal

 

 

 

 

Publicado no jornal O Laranjeirense, em 26 de fevereiro de 1888.

É editor do Portal Destaquenotícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Famílias da zona rural recebem subsídio pra comprar imóveis, Em Sergipe, foram 8 contratos que somaram R$ 627 mil
Secretaria de Estado da Saúde recebe 48.550 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta
Aracaju recebe 21 mil testes rápidos enviados pelo Ministério da Saúde a pedido da FNP
Campanha de combate à Hanseníase oferece exames à população no Hospital Universitário