Aracaju, 22 de janeiro de 2022

Universitários podem realizar acolhimento a estudantes estrangeiros

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por meio do Programa Buddy, sergipanos podem ter contato direto com acadêmicos de diversas nacionalidades que realizarem intercâmbio acadêmico na Unit.

Fazer uma graduação pode ser um desafio para muitos estudantes. Ainda mais quando o curso é em uma universidade estrangeira, onde as pessoas falam outro idioma e possuem costumes diferentes. Mas, na Universidade Tiradentes (Unit), o estudante incoming, isto é, aquele que vem do exterior, tem a ajuda dos buddies – literalmente, dos colegas -, para viver a experiência de imersão da melhor forma, aproveitando tudo o que a Unit oferece.

Trata-se do Programa Buddy. Por meio dele, a Unit promove acolhimento aos estudantes estrangeiros. “O objetivo principal desse Programa é prestar o auxílio a esses estudantes durante a sua transição e adaptação ao dia-a-dia nas cidades em que atuamos, através de um match realizado com um aluno da nossa instituição, designado para promover esse acompanhamento”, explica a assessora de mobilidade acadêmica internacional da Unit, Stephanie Donald.

Os alunos da Unit ajudam o estudante internacional em:

  • Acompanhamento e orientações práticas em transporte, moradia, vistos e planejamento financeiro;
  • Auxílios burocráticos e institucionais;
  • Atividades de socialização, lazer e turismo.

Ser um buddy possibilita ao aluno da Unit uma experiência de internacionalização sem precisar estar fora do Brasil. “A partir do momento que tem a oportunidade de conviver e interagir com um aluno internacional, que chega em nossa instituição trazendo uma diferente visão de mundo, uma outra cultura e, é claro, falando um outro idioma. Muitas vezes os alunos envolvidos no programa aproveitam para praticar um segundo idioma, aprender sobre a cultura do aluno internacional e estabelecer novos contatos”, complementa.

Iuri Dantas Passos da Mota foi um dos alunos que teve essa experiência no segundo semestre de 2019.2, acompanhando estudantes do Peru na Unit. Na ocasião, ele pode conhecer um pouco da cultura peruana e aprimorar o espanhol.

“Conheci mais sobre a cultura deles, aprendi mais a língua espanhola e criamos uma amizade muito boa. No começo, a comunicação foi complicada, porque quando a gente ouve ou fala com um nativo da língua espanhola percebe o quanto é diferente do que achamos. Depois de um tempo eu já conseguia compreendê-los falando espanhol e eles me compreendiam falando em português. Ou seja, o Programa é de grande importância para aprender uma nova língua e/ou aprimorar a que já tem conhecimento”, conta Iuri.

Programa Buddy

O último processo seletivo do Programa Buddy aconteceu em 2020, no qual seis alunos da Unit foram selecionados para acompanhar os estudantes estrangeiros. “Foi o semestre em que a pandemia da Covid19 teve início, o que gerou um grande desafio para os participantes envolvidos. Mas, ao mesmo tempo, funcionou como uma rede de apoio fundamental para os alunos que estavam longe de casa durante esse período”, pontuou Stephanie.

Para os estudantes que ficarem interessados em participar do Programa, é necessário fazer uma seleção. Com a retomada de projetos e programas de mobilidade presencial, a perspectiva é que, em breve, a Unit receba estudantes de outros países e assim, o Programa Buddy seja retomado em 2022.

Foto assessoria

Por Raquel Passos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Escola de Artes Valdice Teles abre inscrições para 685 vagas em diversos cursos
Defesa Civil segue monitorando municípios sergipanos margeados pelo Rio São Francisco
Provas do Enem 2022 serão aplicadas no mês de novembro; confira todo cronograma
Prefeitura abre novo edital para eleição do Conselho da Previdência