Aracaju, 28 de janeiro de 2022

Polícia Civil: Core foi acionada em mais de 90 operações em 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Unidade especializada atua em apoio às operações deflagradas pelas delegacias e departamentos em Sergipe

Unidade tática especializada da Polícia Civil, a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) encerrou o ano de 2021 contabilizando quase 50kg de drogas apreendidas em Sergipe. A unidade atua fornecendo apoio às delegacias e departamentos no cumprimento de mandados de prisão de alto risco, além de outras missões operacionais e treinamentos que são fornecidos à própria instituição e demais forças de segurança pública que atuam no estado.

A unidade atuou em 90 missões, das quais 20 foram cumprimento de mandados de prisão, 12 de decisões judiciais de busca e apreensão, 16 prisões em flagrante, 13 mandados de busca e de prisão, quatro transportes de entorpecentes, cinco transportes de presos e outras 20 situações que demandaram a Core. Segundo o levantamento feito pela Core, durante o ano passado foram apreendidos 48kg de maconha, 1,8 kg de cocaína (1.023 pinos do entorpecente), 2kg de crack, além de 16 armas de fogo e 154 munições.

A Core também segue o princípio de treinar e fornecer treinamento. Nesse aspecto, a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais contabilizou 380 horas de capacitações, das quais 252 horas foram sobre entrada tática em ambientes confinados, 48h de atendimento pré-hospitalar e combate, 44h de abordagem a veículos e pessoas e 36h de defesa pessoal. Além das 380h de capacitações, mais 229 horas foram de treinamento para os próprios agentes da Core.

Dos treinamentos, foram abordadas instruções sobre aquacidade extrema, técnicas verticais, corrida, ações contra emboscada e uso de aeronave remotamente pilotada. O diretor da unidade especializada da Polícia Civil, agente Adilio Luiz Azevedo, considerou os números como positivos, ressaltou as capacitações ministradas às forças de segurança pública – Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Guardas Municipais – e destacou a colaboração da Core com um estado cada vez mais seguro.

“Foi um ano bastante desafiador e proveitoso para nós da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core). Foi um ano em que, nós como grupo de operações especiais, cumprimos a tríade, à risca, que é operar, instruir e treinar. Fomos acionados para quase 100 operações e capacitamos mais de 400 policiais e agentes de segurança das mais diversas forças”, concluiu, reiterando o foco nas missões da unidade especializada da Polícia Civil de Sergipe.

Fonte e foto ASN

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

TJSE restringe atividades presenciais com rodízio de 50% dos servidores até 06 de março
Dia da Visibilidade Trans marca ações da mandata de Linda Brasil
“É enfim mais um passo pela garantia do direito do povo à saúde”, diz Gracinha Garcez sobre reinauguração no Cirurgia
Ação de vândalos compromete abastecimento de água em Feira Nova e Nossa Senhora da Glória