Aracaju, 20 de janeiro de 2022

Procon pesquisa preços de medicamentos para tratamento de sintomas gripais em Aracaju

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Atento às demandas dos consumidores, o Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Aracaju), que integra a Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), realizou levantamento de preços dos medicamentos utilizados para o tratamento dos sintomas gripais. O objeto é possibilitar uma referência de preços aos consumidores e monitorar o mercado.

Foram coletados dados sobre 33 diferentes medicamentos, em seis estabelecimentos localizados na capital. Entre os produtos verificados está o Dipirona (10 comprimidos), com valores entre R$2,99 e R$5,70.

O Cimegripe foi encontrado com menor preço de R$6,54 e maior preço de R$22,56. O Extrato de Própolis consta na tabela com valores entre R$7,90 e R$41,85. Já o Alivium, com 400 mg/8 cápsulas, está entre R$12,80 e R$19,81, enquanto o Tylenol Sinus (24 comprimidos) aparece com preços entre R$16,37 e R$19,43.

“Ciente do preço médio de comercialização desses itens, os consumidores podem apresentar as suas denúncias referentes a eventuais cobranças abusivas de preço. De igual modo, esses dados serão utilizados pelos fiscais do órgão, nas ações espontâneas de fiscalização, com o intuito de combater possíveis cobranças abusivas”, explica o coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes.

Ele ressalta, ainda, que o órgão de proteção ao consumidor não possui a habilitação legal para regular preço mínimo ou máximo de qualquer produtor. “Mas é sua função essencial fiscalizar as disposições normativas vigentes, a exemplo da proibição de elevação injustificada de preços e a exigência de vantagem manifestamente excessiva do consumidor”, acrescenta.

Para a realização de denúncias ou para sanar dúvidas, os consumidores podem entrar em contato com o Procon Aracaju através do SAC 151 ou pelo número 3179-6040, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h. Também é possível encaminhar a solicitação através do e-mail [email protected].

Acesse aqui o levantamento completo. Todas as pesquisas desenvolvidas pelo órgão também podem ser consultadas por meio do site procon.aracaju.se.gov.br.

Foto Semdec

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Motorista de aplicativo é encontrado preso em porta-malas de veículo abandonado em Aracaju
Aumento de vazão do Rio São Francisco: MPF aciona a Chesf para a proteção de ribeirinhos
Samuel afirma que não tem conhecimento sobre investigação e diz: “não sou homofóbico”
Ex-BBB Gui Napolitano confirma affair com Emilly Araújo: “Gente boa”