Aracaju, 27 de janeiro de 2022

Saiba quais áreas estarão em alta no mercado de trabalho

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Especialista em gestão indica crescimento nas vagas em tecnologia, saúde e finanças

Ao longo do período de pandemia do novo coronavírus, muitas foram as transformações no mercado de trabalho. Os mecanismos criados por muitas empresas e instituições para continuarem prestando seus serviços diante das restrições permitiram o surgimento de novas oportunidades em um cenário de crise.

De acordo com a análise de especialistas em mercado de trabalho, gestão e carreiras, essas adaptações projetaram de certa forma algumas profissões e funções, que devem continuar em alta em 2022.

Profissões ligadas às áreas de tecnologia, finanças e saúde, estarão em alta no ano que vem, bem como o ensino a distância, que seguirá forte segundo os especialistas, e com isso demandará, por exemplo, a contratação de profissionais de audiovisual, entre outros.

Durante esse período de pandemia, as demandas que surgiram se tornaram tendências, as quais seguirão no próximo ano. Aquelas voltadas ao meio tecnológico, e-commerce, logística, marketing digital e telemedicina, por exemplo, continuarão em alta em 2022.

A Universidade Tiradentes oferece cursos de graduação presencial e EAD em todas as áreas descritas como promissoras para este ano que podem ser acessados em: www.unit.br/inscrevase. Além dos cursos de Pós-Graduação em Gestão de Projetos e Marketing Digital, por exemplo. A lista de possibilidades para especialização na Unit Sergipe é longa e pode ser acessada em: www.unit.br/pos.

Foto assessoria

Por Raquel Passos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sisters conversam sobre romances no BBB 22, e Natália dispara: ‘Povo meio ruim de jogo!’
Murilo Huff abriu mão da tutela de bens do filho com Marília Mendonça
Polícia do Rio já chegou a suposto autor de ameaças racistas contra Douglas Silva
Flash político: Belivaldo confirma conversa com Lula, mas não falou sobre eleições em Sergipe