Aracaju, 16 de janeiro de 2022

MonitorAju orienta pessoas com síndromes gripais e tira dúvidas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Criado para atender e monitorar a população com suspeita e casos confirmados de covid-19 em Aracaju, o MonitorAju foi essencial para o estabelecimento de estratégias no combate ao coronavírus. Porém, o que muitas pessoas desconhecem é que serviço também serve como uma central de atendimentos.

Através do número 0800 729 3534, os usuários podem tirar dúvidas sobre tratamentos e fluxos nas unidades que atendem pessoas com sintomas de gripe.

“Ainda continuamos a monitorar os pacientes com síndromes gripais avaliados pelas unidades de saúde, tanto unidades básicas, como hospitais municipais, sempre entrando em contato para verificar a evolução dos sintomas. Porém, qualquer pessoa que esteja sentindo ou que convive com alguém sintomático, pode entrar em contato pelo 0800, que estamos aptos a orientar quais medidas tomar, a depender de cada situação”, informa a coordenadora do MonitorAju, Cristiane Lima Santos.

O serviço funciona de segunda à sexta-feira, das 7h às 17h, e as equipes passam informações e orientações em relação a sintomas gripais e quaisquer outras dúvidas relacionadas, como, por exemplo, qual é a unidade de atendimento mais indicada a depender da situação relatada.

“O que muitas pessoas não sabem é que o canal de informação e orientação 0800, criado inicialmente para atender a população Aracajuana acometida por COVID-19, o MonitorAju também esclarece dúvidas e monitora pacientes que estão apresentando sintoma gripal, no qual vivenciamos o cenário atual”, completa Cristiane.

Foto: Marcelle Cristinne

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

FSF realiza testagem em clubes e seis atletas do Maruinense e cinco do Falcon testam positivo para Covid-19
Sergipe vence Falcon na abertura do Sergipão X1bet
Projeto da Elese estimula abertura de escolas do legislativo no interior
Covid-19: Brasil tem 22,9 milhões de casos e 620,9 mil mortes