Aracaju, 27 de janeiro de 2022

Participante do grupo Pipoca do ‘Big Brother Brasil’, a modelo e influenciadora, de 25 anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Não há teoria, postulado, regra ou condicional que explique Eslovênia, participante do grupo Pipoca do BBB22.

 Essa paraibana de nascença e pernambucana de criação conseguiu um feito ainda a ser estudado por cientistas do mundo todo: ser modelo, estudante de Física, Miss Pernambuco, influenciadora, filha dedicada, graduanda em Marketing, mãe de pet, dona da melhor oratória do Miss Brasil e, agora… Sister!

 Tá bom pra vocês? No quarto de Eslô, como gosta de ser chamada, todas as versões dessa jovem de 25 se unem em um só espaço-tempo: a penteadeira cheia de maquiagens e luzes especiais convive ao lado de quadros de Albert Einstein, seu maior ídolo da Física e inventor da Teoria da Relatividade.

 No armário, ela guarda com carinho as faixas que ganhou como Miss, e, na ponta da língua, mil histórias sobre como é ser parte de vários mundos ao mesmo tempo.

“É muito louco, porque eu amo Ciência e, quando eu participei do Miss Brasil, as pessoas olhavam pra mim e falavam: ‘Meu Deus, você é Miss e gosta de Einstein e de Física! Como assim?’. E eu falava: ‘Gente, essa sou eu!’. Cada particularidade forma quem eu sou.”

História de família

E essas particularidades começaram já no dia de seu nascimento. Seu pai se inspirou nos conflitos que levaram à divisão da Iugoslávia em seis países independentes e quis colocar o nome de um deles na filha.

“Ele escolheu Bósnia-Herzegovina, mas mainha não deixou de jeito nenhum, imagina!”, conta ela. E, assim, acabaram optando por Eslovênia.

Da porta do quarto, mainha Kilma confirma tudo que a filha diz. Com olhos atentos e cheios de orgulho, ela explica que as duas têm uma relação muito próxima, já que painho Antônio fica fora quase a semana inteira por conta do trabalho.

 Eslovênia também tem um irmão mais velho, Édipo, que está morando na Irlanda para estudar inglês e trabalhar.

“Ela é muito aberta, não tem frescura. Na hora de brincar, ela brinca; na hora de falar sério, é: ‘Mainha, você errou’. Somos muito amigas, mãe e filha total”, diz Kilma.

Intensa, extrovertida e muito curiosa, Eslô se apaixonou pela Ciência desde cedo. Cursou quatro anos de Física na Universidade Federal de Pernambuco, muitas vezes sendo a única mulher da turma.

 Enquanto isso, já trabalhava como modelo e influenciadora. Foi Miss Caruaru, Miss Pernambuco, e, em 2018, decidiu trancar o curso para viver outro sonho: participar do Miss Brasil.

“Foi um start pra mim sobre mudanças. Não só como mulher, mas como profissão, curso, maturidade, perspectiva de vida. Porque o Miss Brasil traz isso. Se souber lidar com ele da forma correta, você aprende mais sobre si mesma.”

Para a casa mais vigiada do Brasil, Eslovênia promete levar todos esses aprendizados e ainda um outro lado seu – a Eslovênia festeira!

A influenciadora ama cachaça, está sempre saindo com as amigas e diz não ter medo de passar vergonha nas festas do BBB.

“Eu gosto de representar algo muito real: eu bebo, falo palavrão, sento de perna aberta… É sobre isso, as pessoas gostam de ser representadas por pessoas que são reais.”

 Enquanto arruma suas malas e se prepara para se despedir dos pais – as primeiras pessoas que quer ajudar quando sair da casa -, ela garante que vai se jogar no BBB22 e viver essa experiência da mesma forma que passa pela vida: intensamente!

Aprendendo, errando, mudando e, quem sabe, conhecendo novas Eslovênias lá dentro. “Quando eu quero alguma coisa, lascou! Eu vou até o fim.”

Por Ana Meirelles, Gshow — Caruaru, Pernambuco
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Famílias da zona rural recebem subsídio pra comprar imóveis, Em Sergipe, foram 8 contratos que somaram R$ 627 mil
Secretaria de Estado da Saúde recebe 48.550 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta
Aracaju recebe 21 mil testes rápidos enviados pelo Ministério da Saúde a pedido da FNP
Campanha de combate à Hanseníase oferece exames à população no Hospital Universitário