Aracaju, 19 de janeiro de 2022

Covid-19: Prefeitura de Aracaju inicia neste sábado a vacinação das crianças com comorbidades

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Aracaju avançará na imunização da população contra a covid-19 e iniciará, a partir deste sábado, 15, a vacinação das crianças, de 5 a 11 anos. Nesta primeira fase, receberão a primeira dose o público infantil que tenha comorbidades e deficiência permanente – auditiva, visual, motora e mental. A vacina será disponibilizada em três Unidades Básicas de Saúde no fim de semana e em oito UBS’s durante a semana. O anúncio da nova etapa do calendário vacinal foi feito pelo prefeito Edvaldo Nogueira, nesta sexta-feira, 14, através das suas redes sociais.

“É com muita alegria que faço este importante anúncio sobre a vacinação que agora chegará para as crianças de 5 a 11 anos. Como o Ministério da Saúde não enviou doses suficientes, nós iniciaremos pelas crianças com comorbidades e com deficiência permanente. Já neste sábado, dia 15, a vacinação começará às 13h, em três unidades básicas de saúde. No domingo, dia 16, terá início às 8h, nas mesmas três unidades. A partir da segunda-feira, 17, a gente ampliará para oito unidades, para alcançar todas as crianças e avançar sobre este grupo tão importante”, afirmou o prefeito.

A vacinação infantil terá início neste fim de semana, com horário diferenciado, e em três unidades básicas: Carlos Hardman (Soledade), Geraldo Magela (Orlando Dantas) e João Bezerra (Areia Branca). No sábado, 15, a imunização será de 13h às 18h e no domingo, 16, de 8h às 13h. Já nos dias seguintes, de 17 a 21 de janeiro, serão ofertadas oito UBS’s: Carlos Hardman (Soledade), Carlos Fernandes (Lamarão), José Machado (Santos Dumont), Joaldo Barbosa (América), Ávila Nabuco (Médici), Amélia Leite (Suissa), Geraldo Magela (Orlando Dantas), João Bezerra (Areia Branca).  Nestes locais a imunização ocorrerá de 8h às 15h.

Para receber a primeira dose, o pai ou responsável deverá estar munido da carteira de vacinação da criança, documento de identificação, com foto, da criança e do responsável, comprovante de residência de Aracaju, além de um relatório médico atualizado com CID, assinado pelo médico. As crianças que fazem acompanhamento na rede municipal da capital e estão cadastradas no Prontuário Eletrônico, com a comorbidade descrita, não precisam apresentar o relatório.

A vacina contra a covid-19 em crianças não pode ser administrada junto com outro imunizante. Neste sentido, a recomendação do Ministério da Saúde é que haja um intervalo de 15 dias para administração do imunizante. Neste grupo, das crianças de 5 a 11 anos, o intervalo entre a primeira e a segunda dose será de oito semanas.

Comorbidades e deficiências

São consideradas comorbidades as seguintes condições de saúde: diabetes mellitus; pneumopatias crônicas graves (doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave); hipertensão arterial resistente, hipertensão arterial estágio 3, hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade; doenças cardiovasculares; doença cerebrovascular; imunossuprimidos; hemoglobinopatias graves; obesidade mórbida; cirrose hepática; síndrome de Down; autismo e deficiências permanentes (auditiva, visual, motora e mental).

Com informações e foto da AAN

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Universidade Federal vai exigir comprovante de vacinação para comunidade acadêmica
Prefeito de Salgado lamenta fechamento de fábrica e garante lutar por mais empregos
E-mail com alerta sobre pesquisa de intenção de voto para 2022 é falso, diz MPF/SE
Sesc monta central de Relacionamento na CDL de Itabaiana