Aracaju, 26 de fevereiro de 2024

Novembro Azul em Aracaju foi marcado por ações especiais em monumentos e instituições

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
10c21552-0185-47d8-9a61-860bc1992a58

Uma verdadeira força-tarefa foi realizada nas últimas semanas em diversos pontos de Aracaju em prol da conscientização e detecção precoce do câncer de próstata. Sergipe tem 870 novos da doença previstos para esse ano. O número alarmante chamou atenção das Clínicas Homo e Onco Hematos que se uniram na corrente do bem ofertando palestras gratuitas com urologistas e oncologistas em diversas instituições.

As ações para a comunidade contemplaram a iluminação de azul do Museu da Gente Sergipana e do Caranguejo da Orla de Atalaia, a mobilização também contou com vasta cobertura da imprensa, estendendo o alcance das orientações dos médicos das instituições para milhares de sergipanos. “Nosso objetivo é chamar a atenção dos homens para que eles possam buscar o médico e fazer seus exames de rotina, infelizmente em sua maioria, os homens só buscam ajuda quando os sintomas aparecem, e no caso do câncer de próstata isso pode significar que a doença já está avançada”, alerta Dra. Paula Saab, representante da Clínica Homo.

“Precisamos quebrar o preconceito, muitos homens demoram a procurar ajuda, justamente por medo do exame do toque retal, por exemplo, temos que educá-los e informá-los que sua masculinidade não será afetada com essa simples ação. Vale lembrar que também temos o PSA, ultrassom e a ressonância que auxiliam no diagnóstico da doença. Ignorar o problema não é uma opção”, explica Dr. Lucas Meira, urologista da Clínica Homo.

“Importante ressaltar que todo homem a partir de 50 anos deve fazer seus exames, e se o homem for negro, obeso ou tiver histórico familiar de câncer de próstata, deve começar o acompanhamento a partir dos 45 anos”, alerta Dr. Miguel Tenório, oncologista da Onco Hematos.

Fonte: Rodrigo Alves, Jornalista, Assessor de Imprensa. Foto: Roberto Trindade.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também