Aracaju, 18 de julho de 2024
Search

A campanha para desclassificar

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Sinceramente o movimento do momento político praticamente não existe. Claro que no interior – e Capital – o assunto que preenche os espaços se excedem em informações políticas, mas de candidatos a vereadores e de blocos que apoiam prefeitos, oferecendo notícias que geralmente tentam derrubar adversários da equipe que escreve, sem buscar a responsabilidade da verdade. Uma informação chegou á coluna, ontem, de que os motéis e pousadas tiveram movimentos intensos durante à tarde de ontem, para comemorar o Dia dos Namorados com amantes. E o pior é que no meio destes havia uma autoridade, cuja notícia bombearia na mídia, o que nos dias de hoje não causariam tanta indignação, porque coisas do tipo acontecem todos os dias e ninguém se preocupa a vasculhar, porque se tratam de datas não comemorativas.

Ao invés da preocupação na desqualificação dos adversários, que têm o objetivo de desmoralizar e confundir a opinião publica em relação ao que está de outro lado, talvez fosse mais produtivo a evolução dos que pretendem fazer se eleitos, dentro de um universo que chegasse à população mais humilde, assim como a caça pelo crescimento, produtividade, emprego, educação e segurança, para que a cidade melhore, o eleitor se orgulhe do voto dado e o líder que conseguiu o pódio se coloque em posição eterna para empreitadas maiores. O marketing leva a divulgação do seu candidato tentando desclassificar o que seus concorrentes fizeram, mas pior: esquecem de expor as qualidades reais do nome que ele trabalha. Enfim, o candidato não é bom pelo que fez ou possa fazer, mas exatamente pela divulgação nem sempre acreditada do adversário.

Lógico que tudo isso é praticamente uma regra. E o mais interessante: consegue espalhar os boatos contra adversário e faz com que a sociedade também divulgue, mesmo que seja fake news e mereça ação jurídica.

Mitidieri com gripe

O governador Fábio Mitidieri (PSD), diz “estou arriado com essa virose. Resolvi ficar dois dias em casa para me recuperar”.

*** O governador está se resguardando porque tem muito trabalho para a frente, além das festas que ele frequenta com assiduidade.

Boa conversa com PDT

O ex-deputado federal Valadares Filho (Solidariedade) disse que colocou seu nome à disposição para ser candidato a prefeito de Aracaju e vem conversando com vários partidos.

*** Uma das últimas conversas foi com o prefeito Edvaldo Nogueira e Luiz Roberto (PDT) e a informação de um dos membros do partido é de que foi muito boa.

*** A conversa teria sido tão progressiva, que outras já estão marcadas para próximas semanas.

Valmir é candidato

O ex-prefeito de Lagarto, Valmir da Madeireira, diz que é candidato à Prefeitura de Lagarto e que vai ganhar às eleições junto dos “dois outros candidatos que estão aí”.

*** Adoentado, Valmir diz que será candidato dependendo da Saúde e da Justiça Eleitoral.

Márcio discreto

O ministro Marcio Macedo (PT) não está participando abertamente das eleições municipais de Aracaju e outras cidades, mas tem conversado muito sobre o pleito.

*** Marcio não participa do bloco de Rogério – e nem o senador do seu – mas nos bastidores Marcio incentiva candidaturas que não favoreçam ao grupo liderado por Rogério.

Dúvidas sobre candidatura

Apesar do lançamento do nome de Candisse Carvalho (PT) já ter sido lançado pelo partido à Prefeitura de Aracaju, ainda há comentários e dúvidas.

*** Segundo um dos membros da Federação Estadual, formada pelo PT, PCdoB e PV, o nome de Candisse pode ser vetado pela Federação Nacional.

*** O nome de Candisse não resiste à posição de grupos contrários à sua candidatura, por que ela escorrega nas pesquisas.

Sobre escolha do vice

Repercutiram no bloco do PL, as declarações do presidente regional do partido. Edvan Amorim, de que o vice de Emília não seria nem Ricardo Marques e nem seu irmão Eduardo Amorim.

*** Um dos membros do partido contestou: “não é Edvan quem escolhe vice na chapa. A atribuição é da candidata que percebe quem mais ajuda a ganhar o pleito”.

*** Um dos seus aliados disse que Emília vem trabalhando muito, mas de forma reservada.

Pleito na Barra

Na Barra dos Coqueiros à disputa será entre Airton Martins (PSD) e o prefeito Alberto Macedo (União Brasil) que tenta a reeleição.

*** O candidato do PT, Segundo, não avança e nem tem apoio de Rogério Carvalho, o que dificulta sua eleição.

*** Rogério apoiava Alberto Macedo, mas se afastou um pouco em razão da posição

do União Brasil.

Plano de gente poderosa

Perguntado sobre o problema entre Daniele Garcia (MDB) e Marcos Franco, jogado nas redes sociais, o senador Alessandro Vieira respondeu;

*** “A candidatura de Daniele Garcia atrapalha os planos de gente poderosa. Como não pode acusar ela de nada errado, tenta criar narrativas”.

Injeção de vírus

Pelo menos três vezes as TVs noticiário que alguém aplicou uma injeção em algumas pessoas, alertando para que houvesse investigação sobre transmissão de algum vírus.

*** Até agora não se chegou a nada, assim como ninguém foi capturado quando se denunciava mesmo estilo para transmissão do vírus da AIDS.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia também