Aracaju, 26 de fevereiro de 2024

A política cai no frevo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Nesta semana pré-carnavalesca a política entra em cena mais ao som das marchinhas, sambas e outros ritmos que invadem as ruas de todas as cidades de Sergipe, seja nos centros ou povoados, geralmente entregue à bebida que cada um melhor se adapta. Mas os candidatos a vereador e a prefeito não deixam de curtir esse momento. Porque é típico de todos os cantos do País, com a população, e principalmente o eleitorado, curtindo um pouco da vida apertada e se deixa abrir para um papo em meio ao bloco e nas mesas de bar. Topam tudo, inclusive nada, porque não é ambiente para fechar qualquer compromisso, mesmo que mais à frente se reencontrem para tratarem sobre eleições. Alguns políticos acham que não vale a pena fazer campanha nesse período e decidem viajar para descanso em resorts ou curtir o carnaval tradicional de grandes cidades.

Até sexta-feira ainda pode acontecer alguma reunião importante, sem grande definição, porque a sociedade neste momento está mais para o ‘sacode mamãe’, do que para tratar de assumir compromissos para as eleições de outubro. Além disso, o eleitor está sem tesão para definições políticas, neste momento em que há um desânimo na ida em direção às urnas. Sem exagero: não se identifica uma liderança que atraia a atenção da sociedade, em razão da ausência de nomes carismáticos, que convoquem ao pleito um candidato que tenha força de representatividade e que não seja marionete de lideranças maiores que os conduzam e orientem. Percebe-se a ausência de um grande “nome”, assim como se tinha em pleitos passados.

A situação tem nomes bons, mas precisam de “muletas” que os leve ao povo. A “oposição mais ou menos situação” está amarrada a um único nome em Aracaju e o petismo tem duas ou três lideranças que conduzem tendências conflitantes, que se desgastam na disputa por mandatos majoritários. A previsão é se desintegrar, inclusive a nível nacional, porque quando Lula não estiver mais no comando político do partido fica difícil encontrar outro que o substitua tanto na condução da sigla, quanto na disputa por mandatos. E isso se percebe inclusive em Sergipe, pós-morte de Marcelo Déda. Há uma tendência que até se pode prevê: o crescimento da direita progressista e o fim das facções extremistas que tentam fazer retornar o fascismo retrógrado.

Apoio em Capela

Em Capela, sexta-feira passada, o governador Fábio Mitidieri (PSD) disse que Rodrigo Sobral, secretário de Obras do município e pré-candidato a prefeito com indicado pela prefeita Silvany, pode contar com ele na caminhada.

*** Fábio disse também que é muito fácil falar de Capela, o difícil é trabalhar pelo município.

Nitinho é federal

O vereador Nitinho Vitale (PSD) assume a Câmara Federal hoje à noite, em lugar do deputado federal Fábio Reis (PSD) que vai para Representação de Sergipe em Brasília.

*** Nitinho passa a ser deputado federal e para sua posse vai o governador Fábio Mitidieri, o chefe da Casa Civil, Jorginho Araújo, além do presidente da Câmara, Ricardo Vasconcelos, e de alguns vereadores.

Ainda é o sonho

No embarque para Brasília, ontem à tarde, Nitinho Vitale deixou claro para aliados que ainda não perdeu a esperança de disputar a Prefeitura de Aracaju. “Esse é meu sonho”!

*** Revelou que ao chegar a Brasília terá uma conversa com o governador Fábio Mitidieri, embora seu mandato de Federal vá até o inicio do recesso de final de ano.

Fábio antecipa

Houve mudança na posse de Nitinho Vitale. Ele só assumiria o mandato na última semana de fevereiro, depois que Fábio Reis assinasse emendas e projetos.

*** Depois de conversa, Fábio resolveu antecipar a sua posse na Representação, abrindo condições para Nitinho iniciar o ano legislativo como deputado federal.

*** A comitiva que vai prestigiar a posse de Nitinho chega a 70 pessoas.

Aviso a Mitidieri

Segundo informação de fonte bem avisada, pelo menos três vereadores aproveitam essa viagem a Brasília para informar a Fábio Mitidieri que não votam em Luiz Roberto (PDT) a prefeito de Aracaju.

*** O comunicado será feito, segundo a fonte, mesmo sabendo que o governador não está indicando ninguém e apenas sugere a unidade e que o escolhido pela base aliada seja o candidato.

Marcio se solidariza

Marcio Macedo (PT) diz que padre Júlio Lancellotti faz um trabalho humanitário que é reconhecido no mundo inteiro.

*** Sábado, Marcio pessoalmente prestou sua solidariedade por todos os ataques, perseguições e fake news que ele vem sofrendo.

Troca de partido

O presidente da Câmara Municipal, Ricardo Vasconcelos, confirma que deixa o Avante e se filia ao PSD.

*** Ricardo sempre teve bom relacionamento com o governador Fábio Mitidieri, que o convidou para integrar o partido.

Tom de brincadeira

Em tom de brincadeira (?) o vereador Ricardo Vasconcelos disse que não estava convencido de que Luiz Roberto seria pré-candidato a prefeito de Aracaju.

*** Segundo Ricardo, ele nunca conversou comigo sobre isso, assim como com outros vereadores: “tenho minhas dúvidas sobre a pré-candidatura”.

Resposta dura

Luiz Roberto disse que Ricardo Vasconcelos não deve andar por Aracaju e nem ler as notícias políticas, porque “estou em pré-campanha a prefeito da Capital e a cidade toda sabe”.

*** Ricardo Vasconcelos e outros vereadores não gostaram do tom agressivo de Luiz Roberto ao presidente da Câmara.

Emília pode mudar

Ainda não há absoluta certeza se a vereadora Emília Corrêa (PDR) fica ou não no partido. Um dos seus aliados disse que isso só vai ser resolvido depois do carnaval.

*** Emília se mantém no PRD e pretende disputar pela legenda, mas circula a informação de que há possibilidade da sigla seguir a base aliada.

Kassab convoca Katarina

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, convocou ontem a deputada federal Katarina Feitoza para ser pré-candidata do partido à prefeita de Aracaju.

*** O convite de Kassab a Katarina foi feito na casa dele em São Paulo, onde Kataria se encontrava, porque o PSD deseja ter candidatas mulheres e todos os Estado.

*** Katarina disse que ficou feliz com o convite e o considerou emblemático. Disse que levaria a proposta ao governador Fábio Mitidieri, ao presidente regional, Belivaldo Chagas, e aos companheiros do partido, “porque me sentiria muito feliz sendo prefeita de Aracaju”.

Clóvis é candidato

O ex-conselheiro Clóvis Barbosa registrou ontem sua pré-candidatura a prefeito de Aracaju pelo PT e avisou que sua candidatura vai até o final.

*** Durante a tarde de ontem, Clóvis Barbosa teve uma reunião com o pessoal que integra o bloco do ministro Marcio Macedo (PT) e hoje terá um novo encontro.

*** Clóvis comunicou seu apoio a Marcio Macedo e Eliane Aquino e os dois consideraram “uma beleza”.

Fabiano visita Arthur

O vereador Fabiano Oliveira (PP), pré-candidato a prefeito de Aracaju, está em Brasília e, ao lado do senador Laércio Oliveira, tem agenda a cumprir que se estende até quinta-feira.

Fabiano vai conversar com o líder da Câmara, Arthur Lira, com lideranças do PP e ministros. À noite participa da posse de Nitinho na Câmara Federal, em lugar de Fábio Reis.

Giro pelas redes sociais

Gleisi Hoffmann – Olhem o absurdo, o prefeito bolsonarista de Indaial, em Santa Catarina, e um ex-deputado fizeram uma mobilização nas ruas para impedir a realização de um evento do PT na cidade.

Metrópoles – Em vídeo, João Doria, que governou São Paulo e foi rival de Bolsonaro, afirma que espionagem “fere o direito” dos cidadãos.

Roberto Freire – “A invasão da Ucrânia muda a política no mundo e no Brasil. Democratas em inédita união desde a 2ª guerra condenam a agressão, que viola a lei e os direitos humanos”.

Renato Souza – Policial que atua em Niquelândia-GO aparece em vídeo agredindo um adolescente. O menor foi abordado por estar conduzindo moto sem CNH.

Lauro Jardim – PF levou caneta espiã do vereador Carlos Bolsonaro, mas deixou para trás um pen drive ‘russo’ da corporação.

Noblat – Em um ano, 1,7 milhão de famílias unipessoais, isto é, compostas por apenas uma pessoa, foram retiradas da lista de beneficiários do Bolsa Família.

Metrópoles – A modelo Yasmin Brunet afirmou que percebe uma falta de reciprocidade na prioridade que ela tem dado a Wanessa Camargo.

Carlos Britto – Pessoas de sentimento oxigenam tanto os pulmões da alma quanto pessoas de ressentimento sufocam.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também