Aracaju, 13 de abril de 2024

Conversas sobre “pulos”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Há um aparente freio nas discussões políticas nesse momento, em razão de transações internas dos partidos que, a partir de hoje, podem perder ou ganhar filiados com a abertura das janelas para mudança de sigla. O interesse em fortalecer quadros políticos para a disputa nas Câmaras Municipais começa a ser o assunto do momento, chegando a superar a escolha de nomes às Prefeituras, pela necessidade de se montar uma estrutura forte que possa sustentar propostas majoritárias. E isso faz com que lideranças políticas venham a Sergipe, como é o caso do ministro Márcio Macedo (PT), que vai prestigiar o a filiação do prefeito de Simão Dias, Cristiano Viana, que se desvincula do PSB e pula para o PT. Nas cidades do interior acontecem assédios a líderes políticos e vereadores para que troquem de siglas com o objetivo de fortalecer outros projetos políticos.

Segundo um importante analista, muita coisa pode mudar na estruturas da maioria dos municípios, exatamente pela ação em torno da troca de partidos e fortalecimento de tendências. Acrescentou, inclusive, que os gastos por parte dos legendas são altos, porque “tem pulo que vale mais de R$ 200 mil”, dependendo do grupo de eleitores que o candidato também transfere. Deixou claro que alguns trocam de partido por situação prestigiosa junto ao eleitorado, mas esses exigem condições para garantir a eleição ou reeleição, dando como garantia exatamente os seus amigos e aliados, para fortalecer a sigla com a inclusão de outro eleito. Desde que o TSE permitiu a troca de legendas em determinado período do pleito, que se montou uma estrutura estúpida de faturamento para políticos que se fazem com a negociação das suas atitudes.

Não há tanto pulo de nomes que tentam a eleição ou reeleição para Prefeituras, porque esses conseguem segurar um alta poupança durante os quatro anos de administração e juntam o suficiente para continuar em um outro mandato. A preocupação maior, entretanto, é com os nomes que tentarão a Câmara e tenham condições de ajudar aos que estão no mandato, de forma que dê segurança suficiente dos eleitores manterem o cargo majoritário. É um processo turbulento, porque amedronta em termos de qualquer investigação, mas geralmente tudo dá certo, porque raramente alguém deixa de ser prefeito para ocupar espaço na cadeia.
Márcio vem a Aracaju

O ministro Márcio Macedo (PT) estará em Aracaju nesta sexta-feira e participa do aniversário de seu enteado.

*** Já no sábado Márcio vai cumprir uma agenda familiar. Pelo dia ficará ao lado de sua mãe, que está com 91 anos.
*** – No mesmo dia, à noite, devo ir à filiação do prefeito de Simão Dias, Cristiano Viana, Ao Partido dos Trabalhadores (PT). Ele deixa o PSB.
Prato avança

O governador Fábio Mitidieri (PSD) disse ontem que o Programa Prato do Povo avança e agora chegou à vez de atender a comunidade de Graccho Cardoso, Muribeca, Canhoba e São Francisco.

*** Segundo Mitidieri, “a partir desta semana, passam a ser 15 municípios contemplados pelo programa”.
Mitidieri e Marival

Fábio Mitidieri recebeu ontem Marival Santana (UB), candidato a prefeito de Simão Dias, que levou três vereadores que deixaram o grupo político do prefeito Cristiano Viana, e hoje o acompanha.

*** Mitidieri agradeceu e disse que “essa turma toda está agora com um projeto conosco e temos e temos um grande compromisso pela frente, para fazer Simão Dias avançar”.
Márcio e a Pasta

Uma fonte bem avisada de Brasília informou ontem que o ministro Marcio Macedo pode deixar a Secretaria Geral da Presidência da República até final de março.

*** Acrescenta, que Márcio pode ocupar uma nova pasta vinculada à Política e que terá atuação já no pleito municipal deste ano.

*** A preocupação do PT é fortalecer partidos aliados, em capitais e cidades acima de 200 mil habitantes, caso não tenha condições de eleger seus candidatos.
Não existe nem boato

Plenário checou a informação sobre possível saída de Marcio Macedo da Secretaria Geral da Presidência da República, e ouviu de outra fonte no Planalto que “isso não existe”. E continuou: “não se houve falar nem através de boatos”.

*** A mesma fonte acrescentou que Marcio tem trabalhado “intensamente” em sua área ministerial e ontem esteve no Pará para tratar de questões indígenas.
PT define candidatura

Sábado, na sede do PT, terá encontro de delegados do partido para definir a pré-candidatura de Candisse Carvalho à prefeita de Aracaju pelo partido.

*** Participam integrantes das tendências Resistência Socialista, liderada por Rogério Carvalho, Articulação de Esquerda, que tem à frente Ana Lúcia, e a FPS, de João Daniel.

*** A Construindo um Novo Brasil, liderada por Márcio Macedo, não vai participar do encontro, porque não apoia Candisse.
Dr. Emerson é candidato

O PCdoB mantém a candidatura do Dr. Emerson à Prefeitura de Aracaju. O partido integra a Federação com o PT e o PV, sem problema de cada um lançar nomes. Candisse é o indicado pelo PT e Emerson do PCdoB.

*** A decisão final, para se chegar a uma definição, terá que passar obrigatoriamente pela Federação que acomoda os três partidos em Sergipe.

*** Caso chegue a um consenso no Estado, tudo bem! Mas se forem mantidas as duas candidaturas, a federação Nacional Brasil da Esperança, é que decide.

Pirillo visita Aracaju

O ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) está trabalhando pela reconstrução da sigla em Sergipe e tem sido muito procurado para novas filiações e retornos à legenda.

*** Na sexta-feira (15) Eduardo Amorim vai receber em Aracaju o presidente nacional do PSDB, Marconi Pirillo, que vai tratar sobre posições do partido em Sergipe.
À vontade para decidir

Sobre a possibilidade de sua candidatura a vice-prefeito da vereadora Emília Correa, na disputa pela Prefeitura de Aracaju, o ex-senador Eduardo Amorim admite que não seja hora de falar sobre isso.

*** – Emília está à vontade para decidir para qual partido vai e deixo claro que se ela vier para o PSDB será presidente do Diretório Municipal e se filiar-se ao PL acontecerá à mesma coisa, disse.
Reafirma rápido

Chega à informação de que na reunião da base aliada, na segunda-feira passada, a única coisa que se falou sobre a sucessão em Aracaju foi a declaração do governador Fábio Mitidieri reafirmando que apoiaria Luiz Roberto.

*** Foi uma fala ‘an passant’, que não se estendeu durante o encontro, que realmente cuidou das eleições municipais no interior.

Giro pelas Redes Sociais

Band jornalismo – Superior Tribunal de Justiça definiu data do pedido da Itália para que ex-jogador Robinho cumpra pena no Brasil.

Revista Fórum – Cotista aprovado em Medicina na USP tem matrícula cancelada: “não é pardo”. Uma banca de heteroidentificação criada em 2022 rejeitou a matrícula do rapaz em último recurso após reunião virtual.

Maria – O que assusta são muitos apoiando golpe militar sob a desculpa de garantir a liberdade de expressão. Sinal de que não entendem nada de ditaduras.

Band Jornalismo – A tecnologia contra as infrações de trânsito. Um drone está multando quem trafega em local proibido no Rio de Janeiro

GloboNews – Um dos empresários preso hoje pela PF é Adauto Lúcio Mesquita, suspeito de ter bancado um trio elétrico para uma das manifestações golpistas em Brasília.

Noblat – Deputados bolsonaristas ficaram descontentes com a escolha das pessoas autorizadas a subir no trio de Jair Bolsonaro (PL) no ato em São Paulo.

Renato Souza – “No desespero para não morrer de fome, mulheres, crianças e civis inocentes morrem baleados na fila para receber ajuda humanitária em Gaza”.

Carlos Minc – Voltarão os bons tempos em que usávamos a camisa amarela da Seleção (que era beeem melhor) como Lula e Brizola. E nunca éramos confundidos com golpistas, negacionistas ou terraplanistas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também