Aracaju, 26 de fevereiro de 2024

O marketing com zelo e ética

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Em seu blog “Abra o Olho”, no Facebook, o comunicador social multimídia David Leite, escreveu: “Causou-me estranheza no comentário da Coluna Plenário de ontem, sob título ‘Um redemoinho que espalha siglas’, que, no seu julgar, a divulgação de “fake news” faça ‘parte de um marketing que tende – E É CORRETO (grifo meu) – (a) confundir e enfraquecer adversários’. Neste caso, sobre Edvaldo Nogueira haver exonerado cargos de André Moura na Prefeitura de Aracaju, fato negado pelo alcaide, não obstante o notório desconforto dele com os movimentos políticos do ex-deputado no tocante à sucessão na capital.

Como profissional de Comunicação e do Marketing Político, que militou por anos no outro lado do balcão, com o dever de informar fatos e haveres do cotidiano, sempre prezando pela verdade, afirmo que NÃO É CORRETO – e, de fato, configura-se crime – espalhar boatos e inverdades. E devemos todos que temos compromisso com eleições limpas, combater mentiras, ‘que naturalmente surgirão neste período de pré-campanha em todas as tendências políticas, seja de situação ou de oposição’.

A disputa eleitoral deve ser conduzida de maneira ética e lastreada somente na verdade. A propagação de ‘fake news’ não apenas corrompe o processo democrático, mas também mina a confiança dos cidadãos na política e nas instituições. A defesa ou normalização de práticas que visam confundir e enganar o eleitorado retira desse debate o seu valor intrínseco. É crucial que todos os envolvidos no processo eleitoral – entre os quais, a própria imprensa – se comprometa a respeitar princípios fundamentais, promovendo um diálogo baseado no factual e no respeito mútuo.

Campanha eletiva deve ser um espaço de troca de ideias e propostas, não de difamação e desinformação. Devemos reforçar o respeito às regras, moralidade e ética, pilares fundamentais de qualquer processo eleitoral legítimo. Na verdade, a persistência dessas práticas nefastas tem contribuído para a descredibilização do sistema político e para a alienação dos eleitores. É nosso dever coletivo, portanto, rejeitar veementemente tais comportamentos e trabalhar incansavelmente pela promoção de uma cultura política baseada na transparência, honestidade e responsabilidade.

Somente assim, aliás, poderemos fortalecer nossa democracia e assegurar que o poder possa de fato emanar do povo. Sem esquecer, caríssimo, que o atual ambiente político deteriorado e notoriamente rejeitado pela população mais lúcida de Sergipe, é reflexo dessa prática nefanda, que perdura faz tempo!”

David, como ele mesmo fala no início do texto, é um homem hábil de marketing e tem as características, absolutamente corretas, quando expõe qualidade e capacidade  excepcionais do candidato para o qual trabalha, em relação ao adversário. Tudo dentro da ética, da boa técnica e acima de tudo do respeito, a ponto de abrir condições para um relacionamento político sincero entre quem ganhe ou perca a eleição. Sinceramente, um sucesso vislumbrante para quem busca um mandato majoritário. Tudo muito bonito, principalmente nos programa políticos expostos por emissoras de televisão, onde o candidato tem que aparecer ser uma virgem carinhosa… E caridosa.

Saiu dos estúdios a coisa muda. Realmente o marketing sempre agiu dessa forma correta de preservar e respeitar adversários, como o competente David prega e pratica. Mas não é bem assim quando se contrata profissionais das redes sociais. Eles não estão trabalhado para fazer dengo ao “inimigo” e nem para conservar a ternura. Utilizam-se de fakes news, usam termos chulos e desmoralizantes contra adversários, e tudo que há de pior para atingir a dignidade e a moral de quem ousa enfrentar quem os contrata.

Infelizmente é assim, porque na campanha eleitoral se deixa a educação e os bons costumes no lixo, exatamente para valorizar o candidato que defende, embora a recíproca seja verdadeira, o que coloca todos em um nível só e desmancha todo o zelo que revela nas emissoras de TV.

Emília e candidatura

A vereadora Emília Correa (PRD) disse ontem que está candidata a prefeita de Aracaju, colocada pela vontade das ruas e “é isso o tempo todo o que a gente está fazendo”.

*** E continua: “andando nas ruas, ouvindo as pessoas e levando as reclamações para a Câmara Municipal e buscando soluções”.

Nada fabricado

Emília falou ainda que “essa é uma pré-candidatura que não foi fabricada, não foi negociada, ela vem de uma história de muitos anos e jamais pensei que ia chegar em política partidária”.

*** Disse ainda que não “estou sendo escolhida pelo governe e nem por governos contrários ao que eu defendia. Eu estou apenas cumprindo com a minha missão, com a minha caminhada”.

Questão Katarina

A deputada federal Katarina Feitoza (PSD) ainda não se manifestou se será pré-candidata à prefeita de Aracaju, depois que foi convidada por Gilberto Kassab.

*** Seus aliados em Aracaju estranharam o convite, mas já sabiam que ela estava trabalhando para entrar na disputa e falou com Kassab sobre isso.

*** Os pessedistas foram surpreendidos e ainda não conhecem o posicionamento de Katarina sobre a sucessão.

Katarina ainda não sentou

Ontem, no Estadão, a colunista Roseana Kennedy publicou: “Kassab indica candidata e dá ‘nó’ em aliados do PSD e no PT de Lula em Aracaju”.

*** Acrescenta: “Presidente do PSD anuncia a deputada federal Katarina como pré-candidata do partido à Prefeitura da capital de Sergipe”.

*** Fez matéria ampla sobre isso, mas Katarina disse a Plenário que foi convidada por Kassab, “mas ainda não sentei com os dirigentes do PSD de Sergipe para conversarmos”.

Marcio nas eleições

O ministro Marcio Macedo (PT) não passará o carnaval em Aracaju. Não revelou qual o seu destino carnavalesco, mas o objetivo é repousar e pode ser com outra casal.

*** Márcio, entretanto, vai atuar firmemente nas eleições a prefeito de Aracaju este ano, conversando com a militância de sua ala e avaliando o nome que vai apoiar.

Fabiano presidente

A conversa que circulou ontem, em Aracaju, é que o vereador Fabiano Oliveira (PP) pretende ser presidente da Câmara Municipal de Aracaju em 2026.

*** Fabiano, que está em Brasília, nega de forma veemente até porque é pré-candidato a prefeito pelo seu partido.

*** Um vereador disse que o assunto foi encerrado, porque isso só se resolve em 2025, com os novos vereadores. E admitiu: “notícia sequer faz sentido”.

Fabiano e revista

A revista Realce manchetou: “Progressistas querem Presidência da Câmara em acordo dos governistas para ter chapa de Luiz Roberto com Daniele”.

Em outra manchete a revista desfaz a informação: “Fabiano Oliveira diz que é pré-candidato a prefeito e nega acordo para Presidência da Câmara”.

Cita Albano Franco

Fabiano insiste: sou pré candidato a prefeito de Aracaju. O resto é missa encomendada. Como diz o velho ditado do meu querido amigo o meu querido amigo Albano Franco, “em Sergipe tudo se sabe e todos se conhecem”.

Câmara dividida

Na Câmara Municipal está definido o nome de dois pré-candidatos a prefeito: Yandra Moura (UB) e Luiz Roberto (PDT). Alguns vereadores estão com Yandra e outros com Roberto.

*** A aposta é que quando fechar o balanço eleitoral na Câmara o superávit será para Yandra Moura.

Candidatura certa

Há um detalhe entre membros do União Brasil: Yandra Moura é candidata à prefeita de Aracaju nas eleições deste ano. Isso está decidido.

*** Não vai anunciar isso agora, porque vai esperar o resultado da escolha da base aliada. Caso não seja ela, mesmo assim disputará o mandato.

Ato de Filiação

Na terça-feira aconteceu em Brasília o ato solene de filiação do ex-deputado federal Valadares Filho, ao Solidariedade.

*** Estiveram presentes membros da direção nacional e deputados federais do partido.

*** Valadares tem movimentado a agremiação no estado e após o carnaval anunciará o novo diretório de Aracaju.

Reunião com Chico

Ontem, em Brasília, Valadares Filho teve reunião com o deputado estadual Chico do Correio (PT), “quando abordamos questões importantes para Sergipe”.

*** – Sua experiência como ex-prefeito de Glória e sua representação na assembleia legislativa tem ajudado à sociedade, disse Valadares.

Sobre apoio a Adir

O presidente regional do PL, Edvan Amorim, disse ontem que “esse meu apoio a Adir Machado não existe, mesmo porque ele nunca me disse que queria ser candidato e estamos noutra pegada”.
*** Que seriam “outros encaminhamentos que não vão na direção da pré-candidatura de Adir”, disse.

Giro pelos grupos sociais

O Antagonista – “Nenhuma mulher quer namorar com um cara que mostra a carteira profissional… ‘Qual é a tua profissão?’ ‘Ajudante geral’. A mulher fala: ‘Pô, cara’”, diz Lula em evento no Rio.

GloboNews – Deltan Dallagnol diz que existia um objetivo em comum entre a Transparência Internacional e a Lava-Jato, que era o combate à corrupção.

Sergipense – Em momento de descontração, Lula promete tomar uma cerveja com moradores do “Minha Casa, Minha Vida”.

Hiago Taliban – quase tiraram minha vida ontem no portão de casa, furaram meu carro todo. E isso não me parece tentativa de assalto não.

Gleisi Hoffmann – Brasil é líder global em transparência e integridade da administração pública e um dos países que melhor controla a corrupção no mundo.

GugaNoblat – “Antes, amigo de Dallagnol e defensor da Lava-Jato. Agora, detrator de Moro, Dallagnol e dessa operação”. Palavras de Bruno Brandão, diretor-executivo da Transparência Brasil, em entrevista ao O Globo.

GloboNews – Deltan Dallagnol fala sobre a relação dos procuradores das operações Lava Jato e Greenfield: “Não atuamos em conjunto”.

O Globo – Irmão de Daniel Alves critica ausência de amigos do jogador em julgamento: ‘Sair em foto nos grandes títulos é fácil’.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também