Aracaju, 13 de abril de 2024

Proximidade de abertura das janelas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Diógenes Brayner – diogenesbrayner@gmail.com

Há uma movimentação em todos os municípios para acomodação de candidaturas a prefeito e vereador. O burburinho vem acontecendo com a proximidade de março, porque já a partir do dia 07 de março está liberado o pula-pula de um partido para outro, através de “janelas” escancaradas pela legislação eleitoral. Nas cidades do interior e em Aracaju há um movimento de transações de troca de legendas, para fortalecer grupos políticos e facilitar a presença nas decisões parlamentares. Algumas siglas querem indicar nomes à Prefeitura e à Câmara e, para evitar a chamada chapa “puro sangue”, convocam os filiados que disputarão mandatos majoritários e o fazem pular a janela, com o objetivo de subir ao palanque com candidatos de partidos diferentes, o que os tornam mais fortes diante do eleitorado, mesmo aqueles que vivem de transações políticas.

Em Aracaju se fala com frequência em troca de partidos. A candidata à prefeita Emília Corrêa está no PRB, um novo partido formado pelo seu antigo Patriota e pelo PTB. Um simbolismo a atrai pela sigla – o número 25 – mas, mesmo assim, as consequências podem fazê-la deixar a legenda por um outra, dentro da regra “das janelas”. Emília é de oposição mais à direita, e há boatos de que o PRB vai apoiar o Governo. Assim, ela não fica. Entretanto tem pelo menos mais quatro legendas que podem ganhá-la – e pretendem – em razão da sua posição no cenário eleitoral para a Prefeitura. Ela ainda está avaliando, mas só vai tomar posição mais à frente, porque a troca de partidos pode acontecer até 07 de abril, sem nenhum problema.

O bloco do Governo acomoda um número maior de siglas e todas elas desejam se manter na linha política em que se encontram. Há um número amplo de pré-candidatos a prefeito de Aracaju, o que, de alguma forma, complica a escolha que satisfaça a todos. Há uma possibilidade praticamente certa: dois partidos não abrem mão de ter candidato, o que pode provocar um racha dentro de um bloco que se mantém unido desde 2022, quando escolheu Fábio Mitidieri para disputar o Governo, obtendo êxito. Neste momento o PDT e o União Brasil não entram em entendimento e vão à disputa, independente de quem seja o escolhido e não demonstram abrir para um nome de consenso. Esse capricho político-partidário preocupa, porque acena para um racha que prejudica ao projeto montado há dois anos e que vem dando certo.

Luta pela unidade

O governador Fábio Mitidieri (PSD) disse que vai marcar a reunião da base alada para a próxima semana, para dialogar sobre a sucessão municipal em Sergipe, inclusive Aracaju.

*** – É Importante estar sempre dialogando e alinhando as coisas, disse.

*** Mitidieri diz que “continuamos na luta pela unidade do agrupamento e candidatura única. Vamos fazer todo esforço por isso”.

Candidaturas paralelas

Segundo um dos líderes da base aliada há dificuldade em se chegar a um consenso sobre candidatura única a prefeito de Aracaju pelo bloco.

*** O prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) não abre de indicar Luiz Roberto e nem o ex-deputado André Moura (UB) cede da indicação de Yandra Moura à sucessão municipal.

*** Pode não haver rompimento em relação a Fábio Mitidieri, mas que a base terá candidaturas paralelas está praticamente decidido.

MDB e nome forte

O presidente do MDB em Sergipe, senador Alessandro Vieira, disse ontem que o seu partido apresentou candidata à Prefeitura de Aracaju, com certeza de êxito.

*** Para Alessandro, “o MDB apresentou um nome forte, qualificado e reconhecido pelo eleitorado”.

*** – Daniele Garcia representa a melhor alternativa para Aracaju, em minha opinião, mas naturalmente ainda teremos muito debate até às convenções, onde às candidaturas são efetivadas, disse.

Fabiano para vice?

O vereador Fabiano Oliveira (PP) publicou nas redes que teve um almoço super positivo “com minha amiga e secretária de Políticas para as Mulheres, Daniele Garcia (MDB)”.

*** Admitiu que foi uma tarde “muito proveitosa, com bons papos e debates sobre Aracaju”.

*** Os dois colocaram seus nomes para ser escolhidos como pré-candidatos da base aliada a prefeito de Aracaju. Logo após a postagem as especulações se iniciaram: “Fabiano será o vice de Daniele”.

Emília avalia partidos

A vereadora Emília Corrêa (PRB) disse ontem que não tem nada definido para sua filiação ao Partido Liberal (PL): “nós temos uma proximidade com o Avante e pode ser ele o partido escolhido”.

*** E disse mais: “pode ser o PRB, o Avante, o PSDB, o PL”.

*** Além disso, conversamos, ouvimos e foi uma boa conversa com o DC. “São várias possibilidades, graças a Deus”.

Sobre Eduardo vice

*** Quanto ao ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) ser seu vice, Emília diz que “se não temos ainda uma definição partidária até agora, essa questão do vice é um assunto que não podemos debater”.

*** Segundo ainda Emília Correa, nunca houve essa conversa sobre vice entre “eu e Eduardo”. E confirmou que Eduardo chegou dizendo que “quer me apoiar e acredita no meu nome, mas não houve nenhuma conversa sobre vice”.

*** Para Emília, a escolha do vice é uma segunda etapa, é um assunto que vai ser definido mais perto das convenções, porque outras coisas nós temos que trabalhar antes.

Cristóvão e André Graça

Segundo fonte bem articulada, em Estância o PT está caminhando para apoiar o pré- candidato a prefeito André Graça, inclusive indicando para vice o presidente da câmara municipal Cristóvão Freire, que poderá deixar o MDB e se filiar ao PT.

*** Acrescentou que “o ministro Márcio Macedo tem uma excelente relação política e pessoal com Cristóvão Freire”.

Existe o burburinho

O vereador Cristóvão Freire disse que  “essa questão de deixar o MDB ou não, não se cogitou sobre isso, mas que o burburinho político em Estância de que o PT pode me convidar isso existe”.

*** – Não houve nenhuma conversa de deixar o MDB e sequer houve qualquer papo sobre isso, disse.

*** Cristóvão falou que tem uma boa relação com o ministro Márcio Macedo (PT), já há muito tempo, desde que ele fazia Faculdade em Sergipe.

Dr. Emerson é candidato

Dr. Emerson disse ontem que mantém sua candidatura a prefeito de Aracaju pelo PCdoB, partido que integra a Federação com PT e PV. Disse que está trabalhando para disputar s sucessão municipal na Capital com toda legitimidade.

*** Explicou que depois da escolha dos candidatos, a Federação reúne o PT, PCdoB e PV para se chegar a um consenso em torno de um dos nomes.

*** Caso não haja entendimento sobre o nome, o processo será enviado à Federação Estadual e se continuar sem consenso, quem decide é a Federação Nacional. Em Sergipe, quem preside a Federação é o PCdoB. Havendo consenso tudo se define na primeira reunião.

Nelson a vereador

O ex-deputado estadual Nelson Araújo, ex-MDB, filiou-se ontem ao Avante e será candidato a vereador por sua cidade, Riachão dos Dantas.

*** Durante a solenidade de filiação, seus novos aliados lembram a atuação de Nelson como deputado estadual e admitem que ele trabalhará com o mesmo rigor por Riachão.

Giro pelas redes sociais

Evânio Moura – A advocacia brasileira precisa reagir urgentemente às constantes violações das prerrogativas dos advogados.

Ricardo Machões – Comemora o seu primeiro projeto aprovado em 2024: A partir de agora será obrigatória à instalação de câmeras de segurança em todos os terminais de ônibus de Aracaju.

Gleisi Hoffmann – Cada vez mais graves os sinais de politização das Polícias de São Paulo, desde que Tarcísio Freitas nomeou o coronel bolsonarista Derrite para a Secretaria de Segurança do Estado.

MPF em Sergipe – MPF e Defensoria Pública Estadual atuam para garantir fornecimento de refeições à população de Rua em Sergipe.

Metrópoles – Ativista russo ganhador do Nobel é preso por críticas à guerra. Vencedor do Prêmio Nobel da Paz, Oleg Orlov foi condenado a dois anos e seis meses de prisão por “desacreditar” o Exército russo.

Band Jornalismo – A Polícia Federal decidiu incluir um trecho do discurso de Jair Bolsonaro, em São Paulo, como evidência de que o ex-presidente sabia da chamada “minuta do golpe”.

Marcio Macedo – A política externa do Brasil voltou com o presidente Lula. Já foram feitos vários acordos que vão trazer mais desenvolvimento para o nosso país.

Band Jornalismo – ONU alerta para o fim da ajuda na Faixa de Gaza se Israel invadir último refúgio palestino, na cidade de Rafah.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também