Aracaju, 26 de fevereiro de 2024

Deputados destacam realização do Fasc neste fim de semana

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Plenario-foto-Joel-Luiz

Os deputados Linda Brasil (Psol), Paulo Júnior (PV) e Cristiano Cavalcante (União Brasil) usaram o pequeno expediente para falar sobre o Festival de Artes de São Cristóvão (Fasc). Os parlamentares destacaram as necessidades do evento e a sua programação.

O Fasc será iniciado nesta sexta-feira (primeiro de dezembro) em sua 38a edição. Serão mais de 100 atrações e aproximadamente 15 espaços destinados à música, arte, dança e tantas outras formas de cultura com artistas locais, nacionais e internacionais.

Linda Brasil questionou sobre ausência do Banese entre os patrocinadores do Festival. Ela lembrou que o Banco apoiou financeiramente outros eventos, a exemplo do Precaju, em Aracaju, mas não incluiu o Fasc nesta lista de suporte logístico e financeiro.

“Um dos principais eventos culturais e gratuitos do estado e da região Nordeste. Eu não consigo entender o que leva o Governo do Estado a não usar o Banese para patrocinar o Festival enquanto investiu R$ 280 mil no Precaju, uma festa privada que visava o lucro, que vendia abadás e camarotes”, afirmou.

A parlamentar ainda acrescentou que artistas locais têm o evento como forma de divulgar seus trabalhos, mas não conseguem recursos para se manter ou mesmo ajudar nas suas apresentações no Festival.

“O único apoio é segurança, que é uma obrigação do Estado garantir a segurança pública em todos os eventos, seja privado ou público. Outro apoio foi com a Orquestra Jovem de Sergipe. Uma artista que vai participar, Pérola Lavine, está com dificuldade até de ir ao evento porque a prefeitura e o Estado não dão sequer transporte aos artistas locais”, falou.

Cristiano Cavalcante entrou em contato com a direção do Banese para saber sobre o assunto e obter uma explicação para o problema. Ele leu, na Tribuna, a resposta encaminhada pelo Banco para o questionamento de Linda Brasil:

“A proposta de patrocínio chegou ao Banco no meio do exercício fiscal, tendo sido apresentado pelo prefeito Marcos Santana em junho desse ano, não sendo possível incluir no orçamento para 2023. O Banco está aberto para receber a proposta de patrocínio para o Fasc 2024 e, para que este seja incluído no orçamento do banco do ano que vem, é preciso que seja apresentado em tempo hábil”, diz a resposta do banco enviada a Cristiano Cavalcante.

As declarações ocorreram durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa de Sergipe.

Convite a todos

Destacando a programação do Festival, Paulo Júnior convidou a todos para participar do evento. Ele citou um pouco da história do Fasc e disse que se trata de uma festa que o orgulha por ser da cidade de São Cristóvão.

“Nesse final de semana, São Cristóvão será o berço da cultura sergipana, todos os ventos sopram para o município de São Cristóvão. Nessa edição, contará com a apresentação de mais de 100 artistas, começou há 51 anos, quando os alunos da Universidade Federal de Sergipe viram uma forma para destacar o seu potencial intelectual através da arte, da música, do teatro e da dança”, falou.

Ele ainda citou a Lei Nº 9.278/2023 que torna o Fasc bem de interesse cultural.

Foto: Joel Luiz

Por Wênia Bandeira

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também