Aracaju, 18 de julho de 2024
Search

Sergipe sedia 129º Fórum Nacional de Secretários de Estado da Administração

2024-06-13-at-15.51.45-2

Abertura aconteceu nesta quinta-feira, 13, reunindo secretários dos 26 estados do país e do Distrito Federal

Com a finalidade de discutir o aperfeiçoamento da gestão pública no Brasil, foi iniciado na manhã desta quinta-feira, 13, no Del Mar Hotel, o Fórum Nacional de Secretários de Estado da Administração, realizado pela primeira vez em Sergipe. A 129ª edição do evento é uma realização do Conselho Nacional de Secretários de Administração (Consad), com apoio do Governo do Estado, tendo a Secretaria de Estado da Administração (Sead) como anfitriã. O Fórum do Consad prossegue nesta sexta-feira, 14. Acontece paralelo ao 2º Encontro Nacional do Grupo de Trabalho (GT) das Escolas de Governo Estaduais.

Na abertura do evento, que reúne secretários dos 26 estados do país e do Distrito Federal, a secretária da Administração Lucivanda Nunes, representando o governador Fábio Mitidieri, deu as boas vindas aos participantes e enfatizou a importância do fórum para auxiliar as secretarias em apoiar diferentes áreas oferecendo melhores serviços públicos. “Aqui, nós iremos tratar de algumas pautas que estão em andamento no país, como a reforma administrativa, além de pensar de que forma os estados, de maneira articulada, se posicionam sobre esses temas”, ressaltou.

A secretária ainda chamou atenção para o fortalecimento coletivo nas decisões sobre a gestão pública no Brasil. “Esse fórum é um ambiente onde os secretários criam vínculos, fortalecem a cooperação e as decisões sobre a gestão pública em todo o país, de forma a beneficiar o cidadão. Além da troca de experiência, ações concretas são resultados desse fórum”, salientou.

Para o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Estado (Consad), Fabrício Barbosa, o evento é de extrema importância para a gestão pública na transformação do Brasil. “A gente gosta de reforçar que a mudança do Brasil passa pela gestão. Então, o que nós fazemos aqui nesse fórum é justamente discutir formas mais modernas e mais eficientes de a gente administrar a máquina pública”, pontuou.

Como primeiro palestrante do evento, o Ministro Emérito do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, falou sobre os desafios de uma gestão democrática. “O modo mais prático, direto, legítimo de servir o povo, é bater continência para a Constituição, que é a lei das leis do país. Então, se a administração implementar esses conteúdos da democracia, estará realizando uma administração democrática”, ressaltou.

O senador Alessandro Vieira, que é vice-presidente da Comissão Mista e Permanente sobre Mudanças Climáticas no Senado, proferiu a palestra ‘Sustentabilidade e adaptações climáticas: Qual o papel dos Estados?’. “O evento é importante para que todo o Brasil tenha mais consciência da centralidade da questão do meio ambiente, da sustentabilidade, para o encaminhamento de todos os problemas que a administração sofre: emprego, renda, qualidade de vida. Sem uma sustentabilidade adequada, sem adaptação das cidades, dos estados, o nosso caminho é muito negativo”, considerou.

No período da tarde, houve discussões sobre o Programa Nacional de Gestão e Inovação e a Plataforma de Cases de Governo Digital, com representantes do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos e do Centro de Lideranças Públicas, além do Grupo de Trabalho da Escola de Governo. Também foi abordado o financiamento de políticas públicas locais com recursos externos. O dia terminou com uma visão geral dos estados em relação ao cronograma do e-Social.

Secretários de Estado prestigiaram a abertura do Fórum Nacional de Secretários de Estado da Administração, na manhã desta quinta-feira: Viviane Pessoa (Justiça e Defesa do Consumidor); Mariana Dantas (Esporte e Lazer); Marcos Franco (Turismo); Silvana Lisboa (Transparência), Jorge Teles (Trabalho, Emprego e Empreendedorismo); o secretário executivo da Sead, Jorge Araujo; o secretário em exercício da Fazenda, Laércio Marques, e o procurador-geral de Contas de Sergipe, Eduardo Côrtes Rolemberg.

Fonte e foto ASN

Leia também