Aracaju, 26 de fevereiro de 2024

Central de Triagem de Materiais Recicláveis é inaugurada pelo CONBASF

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
70af7063-9073-4fcc-b59d-b032a9b34d18

Um importante espaço para a cadeia de reciclagem foi inaugurado, nesta quarta-feira, 29, no município de Neópolis. O Consórcio de Saneamento Básico do Baixo São Francisco Sergipano (CONBASF) realizou a cerimônia de inauguração da Central de Triagem de Materiais Recicláveis, um espaço reformado em parceria com o Ministério Público do Trabalho em Sergipe (MPT/SE), o Ministério Público de Sergipe (MPSE) e o Ministério Público Federal (MPF), além do apoio de prefeituras da região, que acolherá catadores cooperados de vários municípios do Baixo São Francisco.

A função da Central é receber os materiais descartados pela população, local onde os catadores realizam a triagem, separando os diferentes tipos de materiais recicláveis, como papel, plástico, vidro e metal. Essa separação possibilita a recuperação dos materiais, contribuindo para a redução da quantidade de resíduos destinados aos aterros sanitários.

A Central de Triagem inaugurada será ocupada com os trabalhos dos catadores da Cooperativa Compartilhada de Catadores e Coletores de Recicláveis dos Municípios de Pacatuba, Ilha das Flores, Neópolis, Santana do São Francisco, Brejo Grande e Japoatã – COOPINS.

O presidente do CONBASF, Flávio Dias, prefeito de Telha, ressaltou a importância da parceria entre o consórcio e os órgãos públicos. “Esse espaço vai trazer dignidade aos cooperados da região de Neópolis. Fico muito feliz por poder, no dia de hoje, entregar aos cooperados esse espaço reformado, reforma que conta com a parceria do Ministério Público do Trabalho, parceria que vem dando bons frutos. Além dos galpões de Neópolis, acabamos também de entregar um caminhão para auxiliar na coleta seletiva aqui da região de Propriá, Telha, Cedro, Malhada dos Bois, São Francisco e municípios circunvizinhos”, relatou o presidente, agradecendo também o apoio das prefeituras.

Para o procurador do MPT/SE, Emerson Albuquerque, o Ministério e o Consórcio têm objetivos em comum. “É trazer dignidade na vida dos catadores, preservar o meio ambiente, preservar a vida útil dos aterros sanitários e diminuir os gastos dos municípios com o envio de lixo, que por sua vez vai ser revertido em renda para a vida dos catadores”, declarou o procurador, explicando que o MPT destinou recursos não apenas para a reforma dos galpões que funcionarão a Central de Triagem, como também a aquisição de maquinários e veículos para a operacionalização das cooperativas dos municípios que integram o consórcio.

O evento contou com a presença de catadores e prefeitos da região do Baixo São Francisco e de representantes do Ministério Público do Estado de Sergipe (MP/SE), da Administração Estadual do Meio Ambiente (ADEMA), da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Recursos Hídricos (SEMAC), do Consórcio Público de Saneamento Básico da Grande Aracaju (CONSBAJU) e do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF).

Foto assessoria

Por Innuve Comunicação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também