Aracaju, 13 de abril de 2024

Deso amplia rede de abastecimento no bairro da Torre em Canindé

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
slide_6c4c632a338fa2729820a426db542586

A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) tem se destacado pelo compromisso em levar qualidade de vida aos sergipanos, por meio de investimentos que visam melhorar o acesso à água tratada e em quantidade adequada. Prova disso é a ampliação da rede de abastecimento no município de Canindé de São Francisco, beneficiando os moradores do Conjunto Vila Nova, no bairro da Torre, em cerca de 2.130 metros de nova rede, o que beneficia diretamente 272 imóveis e impacta positivamente aproximadamente 1.088 pessoas da comunidade.

“A ampliação da rede de abastecimento realizada pela Deso é de suma importância para a qualidade de vida dos moradores. Estamos proporcionando o acesso a água encanada e tratada para mais famílias, o que é essencial para promover saúde e bem-estar. A Deso reafirma seu compromisso em continuar trabalhando para proporcionar acesso universal à água de qualidade, contribuindo assim para o desenvolvimento e o bem-estar da população sergipana”, ressaltou o supervisor de Receitas do Sertão, Tiago José Oliveira Resende.

Adesão ao Tarifa Social

Com a ampliação dos requisitos de acesso à tarifa social, programa que concede desconto na conta de água para pessoas de baixa renda, as famílias do bairro da Torre estão cadastradas para saber se enquadram nos critérios exigidos. Um dos requisitos já existentes é ter renda mensal da família residente no imóvel de até 1/4 do salário-mínimo por pessoa. Com a nova ampliação, foram contempladas outras situações de renda e seguridade social.

O intuito dessa ampliação, que é uma iniciativa da Deso com o apoio do Governo do Estado, é atingir o maior número possível de famílias em situação de vulnerabilidade social, além de mitigar as ligações clandestinas e garantir que a água chegue na torneira dessas pessoas. “O impacto financeiro não é o principal aspecto envolvido, tendo em vista o baixo valor da tarifa, mas sim dar dignidade às famílias atendidas pela Deso, cobrando um valor justo que elas possam pagar”, salientou o diretor financeiro comercial da empresa, João Quintiliano.

Foto ascom Deso

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também