Aracaju, 18 de julho de 2024
Search

Deso apresenta um lucro líquido de mais de R$ 46 milhões em 2023

slide_db02d5accdb32abe2177355ae61015ce

Valor é o mais alto dos últimos 13 anos de operação da companhia

A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) registrou, de acordo com dados divulgados pela empresa, um lucro líquido de aproximadamente R$46 milhões em 2023, o mais alto dos últimos 13 anos. De acordo com a Diretoria Executiva da companhia, o montante é fruto dos investimentos que promoveram melhorias significativas na cobertura hídrica e sanitária do estado.

“Nosso objetivo é fomentar a cidadania e o desenvolvimento socioeconômico da população do estado, dando sequência a ações que visam a redução de custos e a preservação do meio ambiente. Seguimos nos esforçando para viabilizar parcerias que ampliem a entrega dos nossos serviços, conclusão de grandes obras e que priorizem nossos clientes”, afirmou o presidente da Deso, Luciano Goes.

Segundo o Diretor Comercial Financeiro, João Quintiliano, o controle de gastos da empresa tem sido reforçado durante os últimos anos. “As ações foram implementadas no sentido de buscar  o aumento do faturamento e da arrecadação da Deso, com procedimentos de fiscalização, corte e cobrança, bem como o cadastramento de novos usuários na tarifa de esgoto”, afirmou. “Além disso, a empresa buscou controlar os gastos visando melhorar a prestação de serviço e de fazer frente aos investimentos na captação e tratamento da água e tratamento de esgoto”, concluiu.

Investimentos

Entre as obras e serviços realizadas durante o período, destacam-se a expansão da rede de distribuição de água da região de Nossa Senhora do Socorro, totalizando 35.573 metros de extensão; os investimentos na rede de esgotamento da zona norte de Aracaju, com 60 quilômetros de implementação; a captação de recurso de R$ 375 milhões junto ao Banco do Nordeste que, através da iniciativa ‘Água Para Você’, beneficiará mais de 400 mil moradores do interior sergipano e a ampliação da adutora do Alto Sertão, que visa duplicar sua capacidade entre os municípios de Nossa Senhora de Aparecida e Pinhão.

Foto: Ascom Deso

Leia também