Aracaju, 26 de fevereiro de 2024

Deso realiza ações reparadoras em imóveis do litoral sul para melhoria no abastecimento

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
transferir

Iniciativa tem o objetivo de aumentar a segurança hídrica para a população e cessar as perdas

A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) tem executado diversas ações reparadoras na área da praia da Caueira, em Itaporanga d’Ajuda, e nas praias do Abaís e do Saco, em Estância. A iniciativa, que já acontece desde 2014, tem como objetivo garantir o abastecimento de água para a população durante o período carnavalesco, principalmente em imóveis residenciais, onde normalmente o consumo aumenta nessa época.

Até o momento, foram 235 imóveis visitados, 15 vazamentos reparados e cinco ligações clandestinas solucionadas. Ainda, 193 hidrômetros foram substituídos, tanto por defeitos espontâneos, como também por apresentarem irregularidades provocadas por ação humana. Além disso, foram feitas 12 ligações novas em imóveis que ainda não tinham acesso à água.

“Essa operação sempre traz um retorno muito positivo para a empresa em relação ao custo-benefício”, detalhou o gerente comercial da regional sul (GCSU), Valdênio José Hora Freitas. Ele também disse que a expectativa é continuar os trabalhos nos próximos anos.

Aumento de consumo

O uso das casas de veraneio é uma cultura bastante presente na região, o que também influencia para o aumento do consumo de água em geral. Para o coordenador da loja da Deso em Itaporanga d’Ajuda, Gaudêncio Freitas, que também participou da operação, é preciso acender um alerta para esse público, já que algumas pessoas têm o hábito de fazer ligações clandestinas para encher as piscinas e consumir água sem se preocupar com a conta.

“Esses desvios afetam toda a rede de abastecimento e podem ocasionar a falta d’água em outros locais que estão regulares. Então, essas pessoas que furtam água precisam se conscientizar, pois há penalidades, dentre elas a aplicação de multa de até 40 tarifas mínimas por quantidade consumida”, alertou o coordenador.

O técnico e supervisor da Gerência Operacional da Regional Sul (GRSU), Marcos Arthur Lins Barbosa, salientou a parceria da equipe dele com a GCSU, que juntas se empenharam para mitigar os problemas da região. “Nós atuamos no intuito de melhorar o abastecimento e cessar as perdas da Deso. Com o auxílio de máquinas e geofones, instrumentos que identificam possíveis ligações subterrâneas, focamos em residências grandes, com piscinas e jardins, onde a chance de existirem ligações clandestinas é maior”, disse.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também