Aracaju, 13 de abril de 2024

Eduardo Lima chama a atenção para o aumento da mortalidade infantil em Sergipe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
a664917d-47b7-496a-81e2-767c6766b57b

A cada mil crianças nascidas 18 morrem no primeiro dia de vida

O vereador Eduardo Lima (Republicanos) usou o pequeno expediente, na manhã desta terça-feira, dia 02, na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), para chamar a atenção para a mortalidade infantil em Sergipe.

Segundo dados do Comitê de Prevenção da Mortalidade Infantil de Sergipe, no estado, a cada mil crianças nascidas, 18 morrem no primeiro dia de vida. Essa média é a maior desde os anos 2000.

“Temos que investir mais na saúde pública, no que diz respeito à saúde da mulher gestante, para ela possa fazer um pré-natal seguro e o nascituro não venha a falecer após o parto”, disso vereador que é presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente na CMA.

De acordo com o diretor de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Marcos Aurélio Góes, em entrevista à TV Atalaia, os determinantes para o número de óbitos em Sergipe não são somente de saúde, mas também sociais, como o grande número de gestantes adolescentes e pessoas que não conseguem fazer o pré-natal de forma adequada, além disso, doenças endêmicas ou sazonais podem afetar essas crianças e com isso ter flutuações no número de óbitos.

“O problema é social, o Suas (Sistema Único de Assistência Social) está sucateado. Precisamos de concurso público para educadores, assistentes sociais e psicólogos nas ferramentas sociais de Aracaju. Os Cras estão com sérios problemas, desde o telhado deteriorado aos banheiros em condições sub-humanas, e também faltam cadeiras e impressoras. Diante disso tudo ouvimos dizer que a mortalidade infantil no município de Aracaju está associada às condições sociais e a falta de planejamento social e pré-natal? É lamentável”, afirmou o vereador.

Por Leonardo Teles

foto: Gilton Rosas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também