Aracaju, 18 de julho de 2024
Search

Maratona de muito forró marca 15ª noite do Arraiá do Povo

5dc5cd5b32427b09f2e3f9385d6ab9c1

Zé Tremela, Adelmário Coelho, Mano Walter e Skama de Peixe se apresentaram no Palco Rogério

O forró tradicional e outras variações como a vaquejada e o pé-de-serra dominaram a 15ª noite do Arraiá do Povo, na Orla da Atalaia, neste sábado, 15, atraindo um público de quase 20 mil pessoas. As bandas sergipanas Zé Tramela e Skama de Peixe e os cantores Adelmário Coelho e Mano Walter subiram no Palco Rogério e fizeram a festa do público presente.

Com mais de 16 anos de estrada, a banda Zé Tramela é uma das mais tradicionais do forró sergipano. “É uma alegria imensa porque vestimos a camisa do forró mais autêntico, mas com um tempero um pouco mais moderno também para atingir todas as faixas etárias que a gente está acostumado a embalar. É um evento que marca os festejos da nossa terra e tem vários anos que a gente participa”, afirmou o vocalista Roney Pitersom.

O baiano Adelmário Coelho foi o segundo a subir no palco. Comemorando 30 anos de carreira, o artista trouxe um repertório com clássicos da sua trajetória e homenageou nomes históricos do forró. “Muito feliz de participar mais um ano do Arraiá do Povo. Quando eu comecei minha carreira na Bahia, evidentemente que Sergipe foi um estado que me abraçou de forma muito especial. Em 30 anos construí um repertório que não é pequeno. Mas sempre contemplo, evidentemente, os nossos mestres Luiz Gonzaga, Trio Nordestino, Clemilda, Jaques do Pandeiro”, afirmou Adelmário.

O cantor também não poupou elogios para o público sergipano. “Cheguei aqui e já achei o meu fã-clube, que é o autêntico forrozeiro. Eles sempre agem de forma tão generosa  comigo”, declarou.

Uma dessas fãs que esteve presente no Arraiá do Povo foi a empresária Karoline Costa, de 37 anos. “Estou em todos os shows que tem do Adelmário Coelho, tanto aqui em Aracaju como no interior. Minha mãe é muito fã dele, foi com ela que eu aprendi a gostar. Meus pais sempre gostaram muito de forró, principalmente desse pessoal mais raiz, Adelmário, Flávio José e Luiz Gonzaga. Hoje nós somos fã número um de Adelmário”, contou.

O alagoano Mano Walter trouxe todo forró de vaquejada para o Palco Rogério. O vaqueiro fez uma mescla dos seus sucessos com os mais recentes lançamentos.  “Tem os sucessos antigos, ‘Não Deixo Não’, ‘Juramento do Dedinho’, ‘Matou Tudo de Verdade’, e vamos trazer também as músicas novas, como ‘Me Tortura’, que é a música que nós lançamos ontem e é a primeira faixa do DVD ‘No Horizonte’. É a primeira vez que canto ela e quero ver Aracaju cantando comigo”, afirmou.

A vendedora de cosméticos Djany Santos, veio do município de Salgado, no sul sergipano, com um grupo de amigas apenas para prestigiar o show do cantor. “É a minha primeira vez aqui, minha primeira impressão é que tudo está lindo, tudo maravilhoso. Vim para curtir o Mano Walter. O Governo do Estado está de parabéns. Será ainda melhor se eu achar aquele parceiro pra gastar a sola da bota”, declarou.

A banda Skama de Peixe encerrou a noite e manteve a energia eclética e dançante promovida pelos shows anteriores. “Fizemos um repertório bem misto, porque o forró do povo é isso. Essa diversidade hoje, cada dia tem um ritmo diferente e isso nos encantou e fez com que nós preparámos um repertório com vários estilos. Tem vaquejada, tem forró tradicional, tem aquela mistura de lambada com zouk, uma coisa bem gostosa que nós trouxemos também do norte’, contou Johnny Reis, vocalista da banda.

A empresária Marize Menezes, veio de Nossa Senhora das Dores, município do médio sertão sergipano, com um grupo de amigas para aproveitar o Arraiá do Povo. “São João é uma festa muito bonita. Temos que prestigiar com a nossa presença. Vim de Dores. É muito importante isso, dar uma sensação de vitalidade. É uma coisa que temos que aproveitar. A vida é uma só”, contou ela.

O casal aracajuano Sandra Souza e Denis Martins destacou a organização do evento. “Está muito bonito o espaço, o evento está muito elaborado, e eu vim pra curtir hoje todas as bandas até onde aguentar eu vou ficar”, afirmou Sandra. “Está tudo muito organizado, muito tranquilo, show de bola, parabéns do Governo do Estado. Dá para dançar tranquilo”, complementou Denis.

País do Forró

Durante 60 dias, o clima junino tomará conta do estado, fortalecendo o turismo, a cultura popular e aquecendo a economia em vários setores envolvidos na realização dos eventos. A programação do Arraiá do Povo e Vila do Forró é uma realização do Governo de Sergipe, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap), Secretaria Especial da Comunicação (Secom), Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e Banese, com apoio da Energisa, Netiz e Shopping Jardins, e patrocínio da Eneva, Pisolar, Deso, Maratá, GBarbosa e Serviço Social do Comércio (Sesc).

Foto: Diego Souza

Leia também