Aracaju, 16 de junho de 2024
Search

Sindesp destaca importância da segurança privada nas escolas para proteger vidas dos alunos

gorverno_federal_autoriza_reajuste_de_56_no_preco_dos_remedios

Diante dos últimos incidentes acontecidos no Brasil, com o ataque à uma escola infantil em Santa Catarina, que fez eclodirem ameaças de ataques em várias escolas públicas e privadas do país, o Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de Sergipe (Sindesp-SE), através de seu presidente, Sandro Moura, não se furta em posicionar-se acerca do tema. O assunto é crítico de se tratar. Entretanto, é importante devido à necessidade de garantia da segurança física e proteção das vidas dos alunos das escolas em Sergipe.

A segurança privada nas escolas assume uma importância fundamental, tendo em vista a necessidade de proteger as vidas dos estudantes, professores e colaboradores, além do próprio patrimônio das instituições de ensino. A missão das empresas de segurança privada é justamente garantir essa proteção, preservando o bem-estar nas escolas e universidades. Os profissionais que trabalham nessa área são altamente treinados e preparados para identificar e lidar com qualquer tipo de risco ou ameaça que possa surgir.

Além de garantir um ambiente mais seguro para a aprendizagem dos alunos, a presença de seguranças privados também promove maior tranquilidade e confiança entre todos os envolvidos na comunidade escolar. Afinal, quando as pessoas se sentem seguras e protegidas, são capazes de se dedicar com mais entusiasmo e energia às tarefas e atividades a que se propõem. O presidente do Sindesp explica o funcionamento da proteção proporcionada pelas empresas às escolas.

“Nossos profissionais estão preparados para lidar com situações de conflito, prevenindo e controlando possíveis brigas, furtos ou atos de vandalismo dentro do ambiente escolar. Além disso, são capazes de realizar ações preventivas, identificando possíveis ameaças e agindo de forma proativa para neutralizá-las. Não queremos ver manchetes de jornais os noticiários da televisão e rádio transmitindo crimes que tenham como vítimas crianças indefesas. Não é a primeira vez que acontece algo assim no Brasil e se as escolas tivessem profissionais capacitados para evitar esse tipo de incidente, certamente não lamentaríamos situações iguais ao que aconteceu recentemente”, afirmou Sandro Moura.

A atividade de segurança nas escolas não envolve somente a atuação direta do defensor no ambiente de ensino. Tem por todo seu desenvolvimento, o trabalho de equipes de monitoramento eletrônico na escola, bem como no seu perímetro, resposta rápida de ação para a solução eficiente dos problemas, além de toda a proteção do anel de segurança que envolve a área interna, externa e adjacente das escolas. A proteção dos alunos começa de fora pra dentro e se desenvolve no ambiente docente, para dar o melhor atendimento para proteção das pessoas. Evitando assim, o risco de assaltos contra os alunos nos arredores das escolas, crimes comuns que têm acontecido com frequência.

No mundo atual, em que a violência e as ameaças são cada vez mais presentes, é fundamental investir em segurança privada nas escolas, para proteger a integridade física e emocional dos estudantes e colaboradores. Sendo assim, cabe aos responsáveis pela gestão das escolas contratar profissionais qualificados e com experiência na área, visando oferecer um ambiente mais seguro e saudável para a formação dos alunos.

“A segurança privada nas escolas tem uma importância singular, sendo responsável por proteger as vidas e os patrimônios dos envolvidos na comunidade escolar, promovendo um ambiente de confiança e tranquilidade, além de garantir condições propícias para o aprendizado e a formação dos alunos. Pois nossos filhos e netos lá se encontram para estudar e se desenvolver para a vida”, destaca o presidente Sandro Moura.

Por Márcio Rocha

Leia também